sexta-feira, maio 29, 2020

O Café também pode ser frio...


Bom dia!!
Apesar de ainda estarmos em Maio o calor dos últimos dias já faz lembrar bem o verão.
Este calor traz-me à memória a nossa ida à Grécia no ano de 2008, o calor era tanto, que só se estava bem era na sombra acompanhado de uma bebida fresca.
Foi por lá que descobrimos o maravilhoso Caffé Frappé. Já antes tinha deixado este sugestão, mas as coisas boas são sempre de recordar!

Deixo-vos hoje esta minha sugestão.
Este café é para ser saboreado devagarinho...

Caffé Frappé (para gulosos)

Ingredientes:
- 1 chávena (chá) de leite frio (magro)
- 1 colher (sopa) de café solúvel
- 1 colher (sopa) de açúcar
- 2 chávenas (chá) de gelado (café, baunilha ou natas)
Preparação:
Coloque todos os ingredientes no copo do misturador. Tape, ligue-o e deixe misturar meio minuto.
Sirva de seguida, em copos altos, com canudos de baunilha.

Caffé Frappé (para não gulosos)

Ingredientes:
- 1 chávena (chá) de leite frio (magro)
- 1 colher (sopa) de café solúvel
- 2 colheres (sopa) de natas ou iogurte grego natural
- 3 cubos de gelo + 3 cubos de gelo

Preparação:
Proceda da mesma maneira que na receita anterior (se o seu misturador tiver quebra gelo, ponha nessa velocidade uns quantos segundos.
Sirva de seguida, em copos altos mas deite mais três cubos de gelo.
Por cima da espuma pode ainda deitar um pouco de café solúvel, ou canela.
Pode ainda intensificar o sabor a café, se fizer os cubos de gelo, com café já feito.

Esta bebida pode ser servida, depois de uma refeição, na vez do café, ou por exemplo ao fim da tarde...
Surpreenda ainda mais a quem servir esta bebida, se utilizar para o caso dos adultos, licor de café ou Baileys.
No caso das crianças, substitua o café parcialmente ou na totalidade por chocolate.

Beijos e abraços.
Mesmo com o calor, protejam-se!

Sandra C.

quinta-feira, maio 28, 2020

Na Cozinha Mando Eu - Bola de Carne




Bom dia!
Hoje trago-vos uma bola de carne, esta foi feita no passado fim-de-semana.
Normalmente é feita cá em casa na Páscoa e em dias de festa. E esta não foi excepção.
Normalmente não uso fermento de padeiro, apenas fermento em pó, mas esta foi feita com o fermento de padeiro, daí existir necessidade de repousar para crescer.


Ingredientes:
- 3 ovos
- 15 gr. de manteiga
- 2 colheres de sopa de azeite
- 1 chávena e meia de leite
- 500 grs de farinha
- 20 grs fermento padeiro
- Sal q.b. (tenham cuidado pois as carnes já tem sal)
- Cerca de 250 a 300 grs de carnes frias (chouriço, bacon, presunto ou mesmo um resto de carnes assadas)

Preparação:
Numa tigela junte os ovos, a manteiga derretida, o leite (deixe um pouco para dissolver o fermento), o sal e a farinha e o fermento diluído no leite.

Após bater muito bem a massa, deixe -a descansar cerca de uma hora para que aumente o volume.
Unte uma forma (redonda ou não), com manteiga e polvilhe com farinha.
Quanto à massa coloque metade e disponha as carnes frias, tapando com a restante massa.

Posso ainda sugerir-vos que acrescentem, um pouco de queijo mozzarella ou parmesão, um pouco de ervas aromáticas (mangericão por exemplo) e um pouco de alho em pó.
Pré-aqueça o forno a 200º e leve a bola a cozer cerca de 20 a 30 minutos.

Bom apetite!

Beijos e abraços.
Sandra C.


terça-feira, maio 26, 2020

É Preciso - Miguel Gameiro


Bom dia!!

Hoje trago-vos a mais recente música de Miguel Gameiro. Acho piada olhar para ele e ao mesmo tempo olhar para mim e para muitos desta mesma geração, como mudamos com o passar dos tempos.
Não que isso seja mau, bem pelo contrário...

As músicas do Miguel sempre me tocaram muito, não só porque acompanho o trabalho dele quase desde o primeiro momento, mas também vejo muita das minha verdades nas letras e músicas dele.
Somos da mesma freguesia, eu cresci na terra ao lado da dele, temos amigos em comum, no entanto só nos cruzamos uma única vez, num momento bem triste.

Voltando a esta canção, mais uma vez acertaste na muche, esta é mais uma daquelas canções que daqui a muitos anos, os nossos filhos e netos vão querer saber a história dela!
Parabéns!!

                                              Foto by Facebook Miguel Gameiro 

É preciso
Parar nem que seja um segundo
O que é feito do mundo
E onde chegámos agora

É preciso
Escutar quem nos fala por dentro
É agora o momento
Parar por dentro e por fora

É preciso
Sarar as feridas abertas
Dizer as palavras certas
Acalmar um coração

É preciso
Dar o melhor que nós temos
Todo o amor é de menos
É preciso levantar do chão

É preciso
Abrir os braços em par
Voltar de novo a abraçar
E sentir o calor

É preciso
Dar esse beijo imperfeito
Que ferve cá dentro do peito
Nós somos feitos de amor

É preciso
Seguir que o caminho é em frente
Fugir não é coisa da gente
É preciso estender a mão

É preciso
Dar o melhor que nós temos
Todo o amor é de menos
É preciso levantar do chão

segunda-feira, maio 25, 2020

Pensamento da Semana- Vida

Foto de minha autoria - Anços- Sintra 2016

" A vida não é sobre metas e conquista, é sobre quem você se torna durante a caminhada".

Phablo Ricardo