segunda-feira, dezembro 04, 2006

Uma vida no meio da escuridão

Manhã cinzenta, chuva e pelo meio dela, uma pontinha descarada de sol.
Burburinho, vozes, caras ensonadas, um olhar pela janela e surpresa, descobre-se a magia de um arco-íris com direito ao azul, amarelo, vermelho e às outras cores também, é tão raro ver um e quando se digna a aparecer é sempre tão vago e discreto...
A natureza tem destas coisas, quem não se lembra de em criança nos dizerem que se encontrássemos o fim do arco-íris, dentro de uma árvore existia um pote com ouro?
Esse pote escondido na árvore, pode ser perfeitamente esta canção do Carlos Paião, é só saber sonhar:

Arco-Íris

Enquanto os homens falam de progresso,
E há gente pelos caminhos sem sorrir,
O mundo dos que sonham, tudo tem um preço.
E o tempo, o tempo quer fugir.


Arco-íris, arco-íris
Quantos homens são precisos para sonhar,
Arco-íris, arco-íris
Se quisermos o bom tempo vai chegar.

Enquanto criticamos duramente,
Esquecendo a culpa que há em todos nós.
Doenças, guerras, fome, são números somente.
E a vida, a vida não têm voz.

Arco-íris, arco-íris
Quantos homens são precisos para sonhar,
Arco-íris, arco-íris
Se quisermos o bom tempo vai chegar.

Sete Cores lado ao lado, como um sonho sem fim.
Natureza obrigado, obrigado por seres bonita assim.

Enquanto os homens falam eu não ouço,
Abraço o teu sorriso, o teu amor,
Amigos vão e vem, num lugar tão nosso,
Respiro e o tempo é bem melhor.

Arco-íris, arco-íris
Quantos homens são precisos para sonhar,
Arco-íris, arco-íris
Se quisermos o bom tempo vai chegar.


1 comentário:

Sandra Silva disse...

Um beijinho muito grande, e um bom fim-de-semana prolongado, se for esse o teu caso....

Obrigado pormtudo amiga, sei que já nao falamos a algum tempo, mas de vez enquando aparece no msn para falar-mos um bocadito.

Muitos beijinhos, a musica é muito bonita :)

Xau ***