sábado, fevereiro 28, 2009

Lembram-se de falar-vos da Rádio Sim?

Pois é, os meus gostos por músicas de outros tempos já deu frutos...
No dia de amanhã, pelas 15h00 poderão ouvir o resultado desses meus gostos musicais, no programa "A Minha Música" com Teresa Silva.
Se tiverem curiosidade poderão ouvir a emissão (existe mais frequências, deixo aqui algumas nos mais variados pontos do país):
Braga 101.1 FM
Porto 1251AM
Castelo Branco 1251 AM
Coimbra 981 AM Coimbra 981 AM
Lisboa / Palmela 102.2 FM
Elvas 99.8 FM
Évora 927 AM
Vilamoura 891 AM

Poderão ainda ouvir emissão online na página http://www.radiosim.pt/

domingo, fevereiro 22, 2009

Por entre tachos e panelas

Hoje deixo-vos a receita de Fondue de Carne que fiz na passada 3ª feira.
As carnes eram então mini - almondegas feitas por mim com mistura de carne de vaca e perú, coentros picados, uma pitada de sal e um pouco de molho inglês, passadas por pão ralado.
Cubos de carne de vaca e de peito de frango, temperado com sal, um pouco de vinho branco, limão e um pouco de molho soja.
Quanto aos molhos Tive como base a maionese feita em casa:


- 2 ovos


- 1 colher de mostarda


- 2 dedos de altura de óleo


Bati com a varinha mágica, depois como achei que era pouco coloquei mais um ovo e mais óleo, temperei com sal e um pouco de pimenta, dividi a maionese por cinco taças.


Nessas 5 taças fiz os seguintes molhos:

1ª- Espremi 3 alhos, juntei meio iogurte natural, mais um pouco de mostarda e bati a maionese. Resultado: Um molho de alho bem forte...


2ª- Na maionese, juntei uma mistura de 2 caris (Caril Indiano, mais avermelhado e Caril normal da Margão) e um pouco de mistura de ervas (também da Margão para saladas).
Resultado: Um molho de Caril bem apetitoso...






3ª- Juntei à maionese, Ketchup e molho inglês.
Resultado: Um molho rosa sem ser enjoativo




4ª- Juntei à maionese um mólhinho de coentros picados, uma pitada de cominhos e uma pitada da mesma mistura de ervas da Margão para salada.
Resultado: Um molho de ervas com um sabor diferente.



5ª- Apenas juntei à maionese existente o restante iogurte que me restava.

Ficou delicioso....

quarta-feira, fevereiro 18, 2009

O nosso cantinho relembrando o nosso dia C.

Olá a todos, hoje venho deixar aqui umas fotos especiais, são as fotos de um cantinho da nossa casa, onde temos as coisas que usamos no dia do nosso casamento...
Resolvi partilhar isto convosco, espero que gostem...
A maioria destas coisas têm a mão do Carlos Paula da http://www.olhonu.com/ que fez um trabalho lindo, irreprensível, nós ficamos encantados assim como todos os convidados.
Também deixo as fotos do meu ramo e do porta-alianças que a florista em Fafe fez (peço desculpa, mas assumo que não sei o nome da empresa)
Todas estas coisinhas estão guardadas num cantinho no nosso sotão, desde que viemos de lua-de-mel.

1- Todas as coisinhas...

2- O Placar com a histórias do Fantasma da Ópera (Made by Olho Nú)

3- O Placar com os convidados e os marcadores das mesas (Made by Olho Nú)

4- As Placas a indicar o caminho para casa do noívo (Made by Carlos e Sérgio)

5- O Livro de honra e algumas velas que a Teresa da Quinta das Vinhas nos deu (Livro Made by Olho Nú)

6- Os Marcadores das mesas que sobraram (Made by Olho Nú)

7- Os Convites e os Encartes para as fotos (Made by Olho Nú)

8- O Coração que levava as alianças

9- O meu ramo já seco, mas ainda muito bonito...

10- A cesta com os brindes que sobraram (Cesta decorada por mim e brindes Made by Olho Nú)

11- As cestas do arroz que eu decorei...

terça-feira, fevereiro 17, 2009

6 meses volvidos sobre o dia C.

Pois é, parece que ainda foi ontem e já passaram 6 meses desde o dia 17 de Agosto.
O dia do nosso casamento, há pessoas que falam em grandes mudanças, eu cá não as senti assim tanto, o casamento foi o culminar de uma situação pela qual nós já ansiávamos há muito tempo.
Existe coisas que mudaram, passei a trabalhar num sítio diferente, talvez começasse a sentir um pouco mais a responsabilidade de ter uma casa para organizar, mas o importante é o estarmos juntos, para o bem e para o mal...
A principal diferença é estarmos realmente à espera deste bebé, esta sim é uma nova situação, nada que não estivessemos à espera que acontecesse, bem pelo contrário.
Deixo aqui uma foto que tiramos na nossa lua-de-mel.
Beijokas a todos e um beijo muito especial para o meu marido lindo e claro para o "feijãzinho" que já faz parte da nossa vida...

segunda-feira, fevereiro 16, 2009

"O estranho caso de Benjamin Button"

Olá a todos! Coloquei um post igual a este no Filho Azul, mas como gostei tanto do filme que resolvi partilhar também aqui o qe achei deste filme "O estranho caso de Benjamin Button", fomos vê-lo no sábado passado.
Já tinha ouvido falar muito no filme, também confesso que o tamanho do filme e a minha vontade de dormir, não memdeixou acompanhar o filme tanto quanto eu queria, mas vi o suficiente para o mesmo me tocar...
Imaginem que antes de mais se vêem a mãos como um bebé que em vez de nascer "lindo" e
"normal" (o problema está mesmo no conceito que cada um tem do que é bonito e normal...), o mesmo nasce com rugas, artroses e outros problemas dignos do mais valente idoso.
Imaginem que todos os dias este ser é posto à prova, perante o anjo da morte que paira a seu lado. Que a sua vida ao contrário do "normal", dá-lhe a juventude no seu aspecto físico, mas em contrapartida a sua idade continua a avançar sem tréguas...
Esta história conta o que todos sabemos, que o nosso fim é muito perto do que foi o nosso ínicio... apesar de existir muitos de nós que não goste de admitir o mesmo, essa questão é real!
Foi um filme que me tocou, não pelo actor principal, mas pela história, pela representação feita, pela maneira como foi construido e realizado.Por todo o lado se fala na prestação de Brad Pitt, mas quero deixar aqui a ressalva para a actriz Cate Blanchett, esteve brilhante no seu papel Daisy, como mulher, amante, e mãe...
Esta história foi criada nos anos 1920 pelo escritor americano F. Scott Fitzgerald e foi realizada por David Fincher, sem dúvida um merecido candidato aos óscares.
Já pensaram se um de nós nascesse assim com a "normalidade" virada do avesso e com o relógio da vida a andar para trás, enquanto que a vida continua a "recuar" sem tréguas?

Beijos a todos
Sandra C.

sexta-feira, fevereiro 13, 2009

O amor... nos livros!

Aproveitando a onda do dia dos namorados, não que eu costume festejar este dia necessariamente, este ano vamos aproveitá-lo para descansar, namorar, quem sabe passear ou ir ao cinema e depois vamos jantar, não porque é dia dos namorados, mas porque terça-feira dia 17 fazemos 6 meses de casados, como é dia de trabalho, ninguém vai ter muita disposição de ir fazer grandes programas, nesse dia vou fazer sim um jantar diferente.
Voltando agora ao tema deste post, muitos são os autores que nos seus livros falam do amor, uns de amor paixão, de amor platónico, de amor inocente, de grandes histórias de amor que levam a cometer grandes loucuras e por ai fora.

Vou deixar-vos alguns titulos que falam então de amor:
- Amor de Perdição - Camilo Castelo Branco
. Fala do amor entre Simão Botelho e Teresa de Albuquerque, dois jovens que se apaixonam, mas este seu amor é o dito amor impossivél, pois as suas familias são rivais e nunca aceitariam este casamento. Após algumas peripécias, Simão é obrigado a ir para Coimbra com o intuito de quebrar os laços pela distância, faz com que este amor se torne ainda mais sólido.
O fim desta história é trágica, Teresa morre pela impossibilidade de estar com o seu amado, quando este é enviado para a India, Simão acaba também por morrer, assim como Mariana, uma outra personagem que entra nesta história, para cuidar de Simão quando este é ferido numa "zaragata" em casa de Teresa. Mariana apaixona-se por Simão, vindo a morrer no fim desta história também por amor, suicindando-se no mar.
Esta deve de ser umas das histórias de amor mais conhecidas e lidas, pelo menos em Portugal e no Brasil.

quarta-feira, fevereiro 11, 2009

Mais uma vez os sonhos...

Esta fase da minha vida, faz-me andar estranha, as hormonas andam para aqui aos pulos, o stress que agora não devia de existir, parece ás vezes me andar a tentar para ver até onde vou...
Mas o que vos quero contar, foi o sonho que tive esta noite passada.
Sonhei que eu e o Carlos andavamos dentro de um edifício, subiamos escadas, entravamos dentro de outros sítios (salas), aquilo quase parecia ser um cenário tipo Matrix. Sei que nesse sonho também tinham matado um homem, que nós não vimos, sei que o Carlos entrou dentro de uma casa de banho e eu fiquei cá fora à espera dele.
Entretanto chegaram uns policias, com umas fardas estranhas (ou seja não as fardas normais de policias), começaram a revistar-nos à procura não sei do quê, depois viemos embora, parecia que andavamos perdidos, a abrir portas consecutivas, até que abri mais uma e demos de caras com um mercado que parecia marroquino, surgiu um grande grupo de crianças, de várias raças, sairam daquele espaço a correr, até que uma menina, me agarrou na mão e me disse uma frase intrigante, num português mal pronunciado:
"- Nós não descansamos enquanto Portugal não mudar..."
E acordei completamente atarantada... não entendi, sempre que fechava os olhos voltava a entrar dentro daquele sonho...
Pode ter sido só um sonho, mas lá que foi estranho... foi!
Opiniões aceitam-se...

segunda-feira, fevereiro 09, 2009

O centenário de Carmen Miranda.

Se Carmen Miranda fosse viva, faria hoje 100 anos.
Carmen nasceu em na freguesia de Várzea da Ovelha e Aliviada em Marco de Canaveses.

O seu nome artistico derivou da paixão que o seu pai tinha por óperas, pois o nome com que foi baptizada foi Maria do Carmo Miranda da Cunha.
Muito cedo foi para o Brasil (com menos de um ano) e nunca mais voltou à sua terra natal.
O seu primeiro emprego foi aos 14 anos numa loja de gravatas, e depois numa chapelaria.
A 1ª vez que Carmen apareceu foi na revista Selecta em 1926, na secção de cinema escrita pelo jornalista Pedro Lima.
Três anos depois grava as suas primeiras músicas "Não Vá Sim'bora" e "Se O Samba é Moda".
O ano de 1930 grava o êxito "Pra Você Gostar de Mim" ("Taí") de Joubert de Carvalho.
A sua carreira cinematográfica começa em 1936 no filme "Alô, Alô Carnaval" onde ao lado da sua irmã Aurora Miranda cantam "Cantoras do Rádio".
Muitos sucessos vieram a seguir entre eles o espectáculo musical "Streets of Paris", em Boston.
Carmen teve uma carreira cheia de êxitos e de agendas muito preenchidas, diz-se que para dar conta deste seu legado, tomava comprimidos. Esta situação tornou-se descontrolada e a 3 de Dezembro de 1954, nessa altura Carmen retornou ao Brasil após 14 anos de afastamento e ai fez uma desentoxicação.

Em Abril de 1955 volta para os EUA e durante a tournée entre Cuba e Las Vegas, volta a consumir comprimidos.
A sua morte aconteceu em 5 de Agosto de 1955 com 46 anos após um ataque cardíaco.
Carmen Miranda deixa muitos êxitos, deixo aqui apenas um dos muitos vídeos onde se pode ver o seu talento admiravel.
Fotos retiradas do site http://carmen.miranda.nom.br/










segunda-feira, fevereiro 02, 2009

Mau tempo vs Noticias nos jornais

Ontem à noite vivemos uma situação quase indiscritivel aqui por casa, nós sabiamos que ia estar mau tempo, mas escusavam de ter aberto assim tanto as torneiras lá em cima e as janelas, portas e portões também!
Vivemos num 3º andar, o Carlos antes de irmos dormir foi ao sotão e veio-se embora mais depressa do que foi, o vendaval era tanto que parecia que as telhas iam levantar vôo...
Cá por baixo, olhando pelas janelas, no estacionamento só estamos a ver quando é que um candeeiro caia em cima de um dos muitos carros estacionados.
Na janela da cozinha, o vento fazia entrar a água, qual chaleira a ferver... era realmente assustador!
Como se tudo isto só não bastasse, era 1h00 e devia de haver um vizinho, que devia de estar ainda com mais medo que nós, pois tinha a música para o prédio todo ouvir, bom... muito bom!
O porquê deste post eu explico agora... é que hoje de manhã quando acordei, liguei a televisão e apresentavam nesse momento as capas dos jornais do dia de domingo.
Mau tempo? Que é isso? Até esteve uma noite fantástica para andar aos gambuzinos...
As noticias principais eram o golo do Mantorras no jogo do Benfica (atenção, não tenho nada contra o Benfica e muito menos contra o Mantorras!!!) e o fantástico caso do Freeport (que já enjoa, de tanto falarem dele... sobre o mau tempo, nem pouco mais ou menos...
Mas está tudo louco? Ou será que o mau tempo dos últimos dias, faz parar o cérebro e não se vê mais nada na vida que não seja o Futebol e as politiquiçes da treta que não aquecem nem arrefecem ninguém???
Desculpem lá o desabafo, mas eu tinha que o fazer...