sexta-feira, março 11, 2011

Recordações...



"Espargos Selvagens" image in http://pt.dreamstime.com
"Lírios Roxos" image in http://comunidade.sol.pt

"Lírios Amarelos" image in http://portal.icnb.pt/

Olá! Com a chegada da Primavera (pelo menos nas árvores e canteiros), recordo-me sempre com muito carinho das incursões que fazia com os meus pais à serra (estes passeio em específico era feitos na zona do Sabugo, ao longo da linha do comboio) para apanhar espargos e lírios do campo. Era uma verdadeira odisseia, uma competição engraçada, porque era ver quem encontrava mais espargos e mais lírios. Eu os espargos não ligava muito (apesar de amar comê-los no fim da tarde com ovos mexidos e pedaçinhos de chouriço...) mas adorava encontrar lírios, roxos, brancos e os mais difíceis de encontrar os amarelos... existia um cantinho escondido, onde era quase sempre possível encontrar um ou dois.
Adorava chegar a casa e colocá-los nas várias jarras espalhadas pela casa, eram momentos muito especiais.
Nos dias de hoje, já não se pode andar nesse local, pois é uma propriedade privada (na altura também era, mas estava abandonada e ninguém queria saber).
Era bom caminhar pelo meio daquelas serras, apanhar com aquele friozinho na cara, respirar ar puro, olhar para o infinito dos campos verdes do outro lado da linha férrea. Era bom ouvir as ovelhas e o seu balido... poder sentar-me numa pedra e pensar em nada, apenas poder apreciar o mundo à nossa voltar.
Espero que o Vicente um dia possa vir a dar valor a estas pequenas coisas, que fazem tanto pela nossa vida!!

Jokas a todos!
Sandra C.

segunda-feira, março 07, 2011

Um dia como outros... mas diferente para nós!

Image in http://amarseaprendoamando.blogtok.com
Hoje é o tal dia da mulher! Como tantos outros dias pré-datados no calendário, para ver se o comércio não fica a ver navios (é a crise, como diz o outro...).
Em relação a este dia, este ano não vou fazer o típico poema/não poema, queria antes falar das mulheres que passam todos os dias na nossa vida, umas com vidas mais complicadas, outras com vidas assim assim, outras com vidas boas, mas principalmente de todas as mulheres que lutam para que mesmo com muitas adversidades e obstáculos que as tentam deter, fazem-se à vida com toda a força, toda a garra, que caracteriza muitas mulheres da nossa história.
Ainda hoje a conversar com uma colega de trabalho, sobre um assunto complicado, mas de mútuo interesse, ou esse assunto não fosse as tais adversidades que afectam a vida de uma pessoa por quem nutrimos afecto e dizia eu, que me apetecia ligar-lhe, para a confortar, para a animar, mas sabendo de antemão onde ia a conversa parar, não tenho coragem para o fazer, pois vou sempre ter a "tentação" de a chamar à razão, de lhe dizer que devia tomar uma atitude, de... enfim... mas quem sou eu para o fazer, quem sou eu para atirar a primeira pedra, quando na minha vida tenho de tudo o que é o mínimo de confortável, tenho amor, carinho, trabalho, enfim... tenho uma vida!
Daqui vai o meu carinho para todas as mulheres que por um motivo ou por outro tem a sua condição de mulher, mãe, trabalhadora, estudante em causa!
Vai também uma chamada à razão para todas as mulheres, para que consigam sair desse seu cantinho, dessa sua capa protectora, para que consigam olhar para a mulher ao lado, para que consigam mais que não seja esboçar um sorriso, quem sabe até estender uma mão, ou até dar um abraço, a alguma mulher que nesse dia precise dele. Porque o dia de amanhã, nós nunca sabemos qual vai ser... e quem sabe um dia não sejamos nós a precisar dessa palavra amiga, de quem nos "lamba as nossas feridas e lágrimas" e desse abraço apertado para acreditar que vamos conseguir ir em frente e caminhar por entre espinhos que teimam em encarnar em nós...

Um bom dia da mulher para todas nós e também para quem o vai gozar, um bom Carnaval!
Beijos a todas e sejam felizes!
Sandra C.