quarta-feira, setembro 30, 2015

Outonando por ai...


O Outono já chegou... apesar de ainda não se ter notado muito!
Com esta estação regressam algumas coisas chatas, como o voltar ao trabalho após as férias, as rotinas, o trânsito infernal, o amanhecer cada vez mais tarde (eu saio pelas 7 da manhã e ainda é de noite) e o anoitecer cada vez mais cedo (nós "sofremos" com isto, mas os mais pequenos ainda mais... "Mãe demoraste tanto tempo a vir-me buscar?")
Por enquanto, ainda vamos tendo uns dias agradáveis, óptimos para aproveitar as esplanadas (para quem gosta) e principalmente os jardins. A zona de Lisboa tem imensos lugares, convidativos a uma pausa, deitados numa manta, jogar à bola com os mais pequenos ou até observar a natureza em seu redor.
Esta fase do ano é excelente para começar a organizar um "herbário" . Não um herbário no sentido lato da palavra, mas um género de um... aproveitando as folhas secas que caem das árvores, apanhando um ou dois (ou mais) exemplares de cada uma, limpá-las de pó e terra que possa ter e guardá-las num género de álbum.
Uma outra coisa que podemos fazer, é as texturas, tirar as texturas das folhas e outros objectos, esta actividade faz-me lembrar os tempos da escola preparatória. Para esta actividade basta folhas de papel e lápis de carvão ou de cor. Os miúdos vão adorar!
Pode ainda com as folhas fazer uma brincadeira super gira, chuva de folhas, os miúdos vão adorar  mandá-las pelo ar! Se conseguir capte este momento, com certeza que obterá fotos bem originais e únicas!
Por falar em fotografia, aproveite os dias solarengos, para fotografar as paisagens e pequenos
pormenores. Com a chegada das primeiras chuvas, começam a aparecer fungos (cogumelos) junto ás árvores que são muito interessantes de observar. Se conseguir visitar uma vinha, esta também é uma altura muito gira, para observar e até provar uma uva ou outra!
Outra actividade que pode fazer se na sua varanda tiver espaço, é atrever-se a fazer o seu pequeno jardim. Vamos plantar bolbos este outono.
Uma outra sugestão para fazer em família, é preparar a casa para a quadra natalícia. Fazer enfeites e cartões com os mais pequenos, com desenhos,colagens e pinturas, aproveitando as maravilhosas caixas de cereais.
Há tanto a fazer... o importante é desfrutar da vida!!
Beijos a todos e sejam felizes!!
Sandra C.

P.S - As fotos publicadas neste post são de minha autoria...


segunda-feira, junho 08, 2015

Eu piquenico, tu piquenicas, ele piquenica...

Image fron http://notassoltasecoisasdoces.blogs.sapo.pt/

Vamos piquenicar?
Chegando a esta altura do ano, ao fim-de-semana por todos os jardins onde exista um pouco de sombra (ou não), é ver famílias e amigos agrupados em alegres piqueniques.
A origem desta actividade? Foi no séc. XVII em França, na altura chamavam-lhe "Pique-Nique". Mais tarde esta palavra foi absorvida e modernizada pela palavra inglesa "Picnik" descrita como passeios ao ar livre, onde quem participa neles, leva alimentos para serem partilhados por todos quantos participam no evento. 
Uma curiosidade... em França existe mesmo o verbo "pique-niquer".
Quando se fala em piquenique, quase sempre nos lembramos do cesto e da toalha aos quadrados, mas nem sempre é assim!!
Em Portugal, nos anos 80, todos se lembram do Piquenicão, um evento que todos os verões saltava da rádio para um local qualquer, onde se piquenicava e se via e ouvia ranchos e cantares tradicionais...
O que se pode comer num piquenique? Tudo o que acharmos por bem levar, mas de preferência quer-se coisas frias, salgados, quiches, pão, saladas frias. Não esquecendo claro está as bebidas!
As comezainas podem-se fazer em casa, ou se não leva jeito para cozinhar, comprar já tudo feito.
Aqui ficam algumas sugestões:
Enroladinhos de Salsicha e Mozarella (pode ser feito com massa folhada ou massa Filo)
As receitas aqui deixadas, são de minha autoria e a página é a página do Por Entre Tachos e Panelas no Facebook

E de resto, haja bom tempo, boa companhia e boa disposição!
Uma sugestão... para alem de uma bola que faz as delicias dos mais pequenos, das cartas e dominós que fazem as delicias dos mais velhos, porque não levar um ou dois livros para contar aos ainda mais pequenos? E claro a máquina fotográfica, para imortalizar estes momentos tão especiais e únicos!!