terça-feira, dezembro 14, 2010

Mais um ano que passou...

Olá! Nunca fui de grandes comemorações pelo meu aniversário, não gosto que me cantem os parabéns (herdei isso do meu pai e não consigo conter as lágrimas, nunca entendi muito bem porquê...)
No dia de ontem (digo ontem pois já passa da meia-noite), foi um dia como muitos outros dias... de trabalho, de rotina, a única quebra de rotina foi que tivemos algumas pessoas cá em casa...
Mas não estou aqui para falar disso, estou aqui para falar das mensagens que recebi, das mensagens que recebi no FCB, mais uma vez obrigado a todos os que se lembraram de mim.
Mas este post é para falar de um mail que recebi de uma querida amiga e que me tocou imenso.
Catarina, as nossas vidas já deram muitas voltas, já nos acompanhamos uma à outra em muitas alturas das nossas vidas. Partilhamos alegrias, tristezas, ilusões, sonhos, angústias, partilhamos amizade. Apesar de estarmos longe uma da outra, a nossa história de vida já dava bem para contar um livro (não querendo ser imodesta, mas dava mesmo). Por isso e porque fiquei muito tocada com a tua mensagem no telemóvel e com o teu email, resolvi partilhá-lo aqui e no FCB, pois achei-o deveras lindo...

"Aprendi que se aprende errando;
Que crescer não significa fazer aniversário;
Que o silencio às vezes é a melhor resposta;
Que amigos conquistamos sendo nós mesmos;
Que os verdadeiros amigos estão connosco até ao fim;
Que não se espera a felicidade chegar, temos que a procurar;
Que quando penso saber tudo, ainda não aprendi nada;
Que a natureza é uma das coisas mais perfeitas na vida;
Que amar significa se dar por inteiro;
Que apenas um dia pode ser mais importante do que muitos anos;
Que se pode conversar com as estrelas;
Que se pode confessar com a lua;
Que se pode viajar além do infinito;
Que sonhar é preciso e procurar realizar esses sonhos é ainda mais necessário;
Que se deve ser criança a vida toda".
Que nosso ser é livre !!!
Que Deus não proíbe nada em nome do amor;
Que o julgamento alheio não é importante;
Que o que realmente importa é a paz interior".

Muitos beijinhos e obrigado por acompanhares a minha vida e obrigado por deixares-me acompanhar a tua...
Sandra C.