sexta-feira, janeiro 30, 2009

I Know...

Hoje enquanto andava ás voltas com músicas para por na Playlist do Bluestrass descobri este vídeo (andava hà já vários anos à procura dele e não o conseguia encontrar).
Esta música é linda, fantástica. Lembram-se do filme Salsa?
Esta música faz parte da banda sonora de 1998.
Não consegui encontrar a letra...



quinta-feira, janeiro 29, 2009

O meu 1º emprego...

Ontem fiquei triste, quando nas noticias ouvi falar do fecho definitivo da empresa Euronadel.
E porquê? Não só porque é mais uma empresa que fecha, mas porque esta empresa era algo "especial" para mim, foi aqui que eu aprendi realmente o que era trabalhar a sério e a doer...
Ainda não tinha 18 anos quando entrei para esta empresa, com a cabeça ainda um bocado no resto da adolescência, mas rapidamente saltei cá para fora para poder avaliar com os meus próprios olhos, o que era o ambiente fabril...
Os seus cheiros próprios, alguns do pior que alguém pode imaginar (ainda hoje os consigo sentir), das sensações muito estranhas de como me sentia mais homem do que mulher, quando trabalhei em algumas partes desta empresa (só me conseguia sentir um bocadinho mulher, porque sempre fiz questão de me maquilhar e de me perfumar, era a minha afirmação!!!), já falei desta experiência de trabalho aqui, fiz muitas amizades, ri, chorei, gritei (algumas vezes), sentia-me muitas vezes injustiçada, aconteceram situações muito graves, do ponto de vista da segurança de trabalhadores, do ponto de vista de atitudes machistas, de atitudes imcompreensiveis de egoismos estúpidos, de politiquiçes baratas, mas apesar de tudo até que posso dizer que um dia fui feliz neste lugar.
Uma coisa posso dizer, esta empresa fez tanta "mossa" na minha vida, que ainda há pouco tempo sonhei que voltava a trabalhar neste sítio, o sonho é sempre o mesmo, voltar a encontrar as mesmas pessoas (algumas que já nem estão entre nós) e ter um problema que passava por nunca conseguir bater o cartão de ponto a horas (eu que sou super pontual)...
Talvez agora com o encerramento desta empresa, este capítulo seja fechado e não volte a sonhar com esta empresa.
Na memória também fica coisas muitos boas:
- As horas intermináveis de música ouvida na rádio marginal
- Os pãezinhos de farinha de arroz a estalar de quentinhos e comprados na padaria da Abóbada
- A Greve Geral que conseguimos fazer há alguns anos e posso-me orgulhar de ter feito parte da equipa que conseguiu essa proeza, conseguindo alguma coisa de útil para os trabalhadores
- As boas amizades que ficaram neste lugar (desde os mais velhos que sempre me trataram com respeito, apesar de existir alguns que não sabiam qual o sentido dessa palavra, aos mais novos que deixam para trás muitas saudades)
E muitas, muitas outras coisas que não me lembro agora...
Fica ainda duas músicas que associo sempre a este local quando as oiço.

Cranberries - Zombie Lyrics

Another head hangs lowly,
Child is slowly taken.
And the violence caused such silence,
Who are we mistaken?

But you see, it's not me, it's not my family.
In your head, in your head they are fighting,
With their tanks and their bombs,
And their bombs and their guns.
In your head, in your head, they are crying...

In your head, in your head,
Zombie, zombie, zombie,
Hey, hey, hey.
What's in your head,
In your head, Zombie, zombie, zombie?
Hey, hey, hey, hey, oh, dou, dou, dou, dou, dou...

Another mother's breakin',
Heart is taking over.
When the vi'lence causes silence,
We must be mistaken.

It's the same old theme since nineteen-sixteen.
In your head, in your head they're still fighting,
With their tanks and their bombs,
And their bombs and their guns.
In your head, in your head, they are dying...

In your head, in your head,
Zombie, zombie, zombie,
Hey, hey, hey.
What's in your head,
In your head, Zombie, zombie, zombie?
Hey, hey, hey, hey, oh, oh, oh,
Oh, oh, oh, oh, hey, oh, ya, ya-a...




No Doubt - Don't Speak lyrics

You and me
We used to be together
Everyday together always
I really feel
That I'm losing my best friend
I can't believe
This could be the end
It looks as though you're letting go
And if it's real
Well I don't want to know

Don't speak
I know just what you're saying
So please stop explaining
Don't tell me cause it hurts
Don't speak
I know what you're thinking
I don't need your reasons
Don't tell me cause it hurts

Our memories
Well, they can be inviting
But some are altogether
Mighty frightening
As we die, both you and I
With my head in my hands
I sit and cry

Don't speak
I know just what you're saying
So please stop explaining
Don't tell me cause it hurts (no, no, no)
Don't speak
I know what you're thinking
I don't need your reasons
Don't tell me cause it hurts

It's all ending
I gotta stop pretending who we are...
You and me I can see us dying...are we?

Don't speak
I know just what you're saying
So please stop explaining
Don't tell me cause it hurts (no, no, no)
Don't speak
I know what you're thinking
I don't need your reasons
Don't tell me cause it hurts
Don't tell me cause it hurts!
I know what you're saying
So please stop explaining

Don't speak,
don't speak,
don't speak,
oh I know what you're thinking
And I don't need your reasons
I know you're good,
I know you're good,
I know you're real good
Oh, la la la la la la La la la la la la
Don't, Don't, uh-huh Hush, hush darlin'
Hush, hush darlin' Hush, hush
don't tell me tell me cause it hurts
Hush, hush darlin' Hush, hush darlin'
Hush, hush don't tell me tell me cause it hurts

sábado, janeiro 24, 2009

Por entre tachos e panelas

Já andava para colocar este post há já algum tempo, mas dava-me a preguiça...
Nestes dias que estive em casa, aproveitei para fazer algumas coisas boas.
Então houve um dia que fiz bacalhau à braz à minha moda (o que quer dizer que levou muito pouca cebola, porque nem o Carlos nem eu gostamos...), fiz empadão de carne (apesar de eu gostar mais dele com arroz, fiz com puré, porque o maridão gosta mais), hoje com o que sobrou da carne, fomos ás compras e trouxemos uma base fresca para Pizza da Bimbo e fiz uma Pizza de trás da orelha... e ainda tive tempo de fazer um bolo de laranja que ficou um espectáculo (quem disse isso, foram os meus cunhadinhos e o Carlos, porque eu limitei-me a cheirá-lo e a comer o coco ralado)
Hoje então deixo a receita do Bacalhau à Braz e do Bolo de laranja.
Bacalhau à Braz à minha moda
Ingredientes:
- 2 boas postas de bacalhau
- 1 pacote médio de batata palha
- 1 cebola média
- 2 ovos
- Azeite q.b.
- Sal q.b.
Preparação:
Coze-se as postas de bacalhau, depois escorre-se, limpa-se da pele e das espinhas e desfia-se.
Num tacho, ou frigideira anti-aderente pica-se muito finamente a cebola, coloca-se o azeite e leva-se ao lume até a cebola ficar bem transparente. Junta-se o bacalhau e as batatas e depois os ovos bem mexidos, mexe-se muito bem, até ficar tudo bem ligado, tempera-se de sal e está pronto.
Consoante o gosto podem ainda picar um raminho de salsa ou então se gostarem mais um raminho de coentros.
Bom apetite

Bolo de Laranja
Ingredientes:
- 125 gr. de margarina
- 200 gr. de açúcar
- 3 ovos
- 350 gr. de farinha
- 1 chávena de leite
- 4 colheres de chá de fermento em pó
- 1 laranja
-Coco ralado q.b.
Preparação:
Bate-se muito bem o açúcar com as gemas dos ovos, depois junta-se a margarina derretida,
a casca da laranja e bate-se muito bem. Bate-se as claras em castelo e aos poucos junta-se a farinha e o fermento, com o leite e por fim as claras em castelo.
Unta-se uma forma e polvilha-se com farinha, coloca-se o bolo no forno até ficar lourinho e ao colocar um palito na massa e esta sair seca.
Desenforma-se o bolo, e ainda quente esprema o sumo da laranja e coloque-o por cima do bolo, polvilhe-o ainda com o coco ralado.
Bom apetite.

segunda-feira, janeiro 19, 2009

Faleceu João Aguardela...

Já todos devem ter ouvido falar disto no dia de hoje, eu quando ouvi falar deste desparecimento na RFM esta tarde, até pensei que estaria a ouvir mal...
Mas infelizmente, ouvi bem... então resta deixar aqui a homenagem a uma pessoa que se apresentava sempre cheio de energia e que fez parte da adolescência (e não só) de muita gente.
Quem consegue esquecer "Esta vida de Marinheiro" e o "Vamos ao circo" .
Participou em outros trabalhos, o mais recente era o projecto “A Naifa” e o último álbum foi lançado o ano passado com o nome de"Uma Inocente Inclinação Para o Mal".
Muito já foi dito por muita gente, no dia de hoje e mais será ainda dito nos próximos dias, eu apenas quero deixar aqui a minha singela homenagem e desejar que descanses em paz... onde quer que estejas!
Deixo ainda uma das musicas do album "Filhos da Madrugada" de 1994, em que o cantor também participou.

quarta-feira, janeiro 14, 2009

O dia de folga...

Estes meus dias de folga para já, dão para conseguir descansar muito... pelo menos para dormir!
No entanto hoje, também deu para outras coisas, desfazer a árvore Natal e o presépio (destesto ter que fazer isso...) e também ver alguma televisão.
Hoje vi o programa da Julia Pinheiro, em que falavam de pessoas que gostavam de coisas mais antigas... uma das raparigas tentava passar para a sua vida esse gosto pelos tempos antigos, pela maneira como se vestia, como usava o cabelo, etc...
Penso que já falei aqui algumas vezes, eu também sou fã dos tempos mais antigos, adorava ter vivido, na altura dos anos 50, 60 e 70. Indentifico-me imenso com esses tempos, em cada década com as suas diferenças bem entendido, mas desde pequena que é assim.
Em pequena ouvia as canções antigas portuguesas, quando as minhas colegas ouviam as que era moda na altura, assim como na minha adolescência adorava ouvir as musicas fantásticas dos anos 60.
Adorava vestir-me de maneiras diferentes das minhas colegas, "pelava-me" toda para vasculhar baús antigos à descoberta de roupas antigas. Acho que ainda hoje sou um bocadinho assim...
Os meus pais descobriram há pouco tempo uma rádio fantástica http://www.radiosim.pt/ que passa estas musicas que eu falo, hoje descobri que já se pode ouvir esta rádio em Lisboa em 102.2 FM.
Amanhã, já vou colocá-la na memória do rádio e conseguir ter mais uns momentos fantásticos ao som das musicas que não são do meu tempo.

terça-feira, janeiro 13, 2009

Sofia Escobar em Londres- Parte II

Coloquei este mesmo post no http://london-cityoftheworld.blogspot.com/, porque gostava que a Sofia ganhasse!
Esta rapariga emociona-me! Tive muita pena que quando estive em Londres já não a conseguimos ver no papel de Christine no Phantom of the Opera.
No entanto, de vez em quando a nossa televisão lembra-se de mostrar noticias dela, hoje foi a RTP1 no programa 30 minutos, uma das reportagens falava de Sofia Escobar, uma rapariga que deixou a bela cidade de Guimarães para estudar canto e consegiu entrar para a história ao fazer parte do elenco do Phantom of the Opera, neste momento podemos vê-la e ouvi-la no West Side Story, no papel de Maria.
É precisamente neste papel que Sofia é candidata a Melhor Actriz de Teatro Musical em Inglaterra.
Podem votar aqui
http://awards.whatsonstage.com/.
Se quiserem também ver a sua página pessoal espreitem aqui http://www.myspace.com/sofiaescobar.
Vejam ainda uma outra página com uma entrevista da actriz e cantora http://www.ladyghost.com/sofia.html
É de lamentar que ao pesquisar pelo nome da Sofia, ter encontrado algumas pessoas que devem ter problemas com uma coisa chamada dor de cotovelo... e ver que a inveja e o maldizer é uma coisas muito feia!!

Parabéns Sofia, continua como és, eu já votei por ti e vocês?

sábado, janeiro 10, 2009

A mãe - Natureza...

Hoje ao pesquisar fotos antigas no portátil, encontrei estas que pertencem à nossa lua-de-mel na Grécia, foram tiradas no Resort, em diferentes dias.

1- As abóboras nos "quintais" lá do sítio

2- Uma frágil flor, no meio da terra seca e árida

3- O pormenor do jardim abandonado e a sua borboleta

4- As romãs (trouxemos uma para Lisboa que estava óptima para mandar à cabeça de alguèm...

5- Um pormenor de umas flores...

6- Sei que esta flor tem origem na China ou no Japão...

7- Uma vespa... por lá são ás dezenas...

8- Estas flores eram lindas, só tenho pena de não saber o nome...

9- Outro exemplar ...

quarta-feira, janeiro 07, 2009

Hoje deu-me para a preguicite aguda...

Hoje como estava de folga deu-me para a preguicite aguda, sai da cama já passava do 12h30, sim, sim, sei que não são horas decentes para se sair da cama, mas estes últimos dias para além de cansada, de andar com muito trabalho, também ando com um daqueles sonos...
Quem me conhece há-de dizer, "olha que novidade, com sono andas sempre tu!" e não é mentira nenhuma, mas nos últimos tempos, fruto desta nova condição ainda ando com mais...
Bem, lá acordei, lá fiz o almoço (estava a morrer de fome), ainda fiz algumas coisas em casa e depois fui ás compras ao hiper. Andei a ver se encontrava um fato de treino para mim, mas ando com duvidas (não sei se justificadas ou não...), não sei como devo comprar as roupas agora, compro na mesma o meu número? Ou será melhor comprar um número maior?
É melhor esquecer, acabei por não comprar nada.
Lá trouxe as compras para casa, consegui trazer abrótea para cozer e tamboril, para um dia destes fazer arroz.

Quando cheguei a casa ainda fiz entrecosto assado no forno e o Bolo Rainha, prometido à tanto tempo, não igual, igual à receita que já aqui deixei , porque dar mais de € 7,00 por 100 grs de pinhão, nem pensar nisso, também não levou passas (melhor, é da maneira que não temos de andar a fazer jardinagem, lolol), ou seja levou para além da massa, amêndoas, nozes e cajús.
Ficou com super bom aspecto.
Resultado do dia de folga: Muito positivo, apesar de ter acordado tarde, ainda fiz muita coisa...
Amanhã, ai vamos nós de novo!!!!

domingo, janeiro 04, 2009

Australia - O Filme...

Hoje saimos de casa para ir ver o filme "Amália", mas já chegamos um bocadinho tarde, então optamos por ir ver o filme "Austrália". Eu sou fã de Nicole Kidman desde o filme "As horas"e "Os outros".
Apesar de estar muito calor dentro da sala, as 2h30 lá dentro valeram bem a pena.

Apesar de internacionalmente as criticas não serem unânimes e os resultados das plateias tambem não, em Portugal não podemos dizer o mesmo, pois a sala estava completamente lotada.

A história do filme é muito bonita, mais uma vez vemos uma Nicole Kidman segura do seu papel, também Hugh Jackman esteve muito bem no seu papel de vaqueiro, não deixando de lembrar logicamente o menino aborígene que teve a sua estreia neste filme, assim como também o actor que fazia de seu avô.

Este filme conta que Sarah Ashley vai para a longíncua Australia vinda da aristocrata Inglaterra e é obrigada a agarrar com "unhas e dentes" as terras que eram suas. Apesar de várias peripécias, com a ajuda de Drover um vaqueiro por quem viria a apaixonar-se e de "cantos" aborígenes consegue salvar a terra e as suas cabeças de gado, fazendo frente a uma sociedade machista onde as mulheres apenas serviam para casar, ter filhos e fazer supostas obras de caridade.

Mas nem tudo é bonito, a tensão da 2ª guerra mundial chega a estas paragens e assistimos ao bombardeio da cidade de Darwin pelos japoneses, que haviam atacado Pearl Harbor.

O amor prevalece e todas as personagens perdidas voltam a encontrar-se pelo meio do caos...

Este é um filme que apela sem dúvida ao sentimento (levem pelo menos um maço de lenços de papel, lololol), mas foi o 1º filme de 2009 que sem duvida não vou esquecer tão depressa.
Já agora deixo-vos uma música que em meuitas ocasiões do filme aparece e que me toca muito, não o deixo na voz de nenhuma personagem do filme, mas sim da pequena Connie Talbot.
A música do filme Feiticeiro de OZ "Over The Rainbow "

sexta-feira, janeiro 02, 2009

Novo ano, novo blog!

Este ano de 2009 trouxe algumas coisas por arrasto do ano que passou.
Novos amigos, novas emoções e também um novo blog... http://filhoazul.blogspot.com/
Este blog é o terminar do http://bluestrassbybijous.blogspot.com/ e com a minha nova condição surge então o Filho Azul... neste blog vou falar das minhas reticências, das minhas angústias e principalmente das nossas alegrias nesta fase tão feliz!
Espero que o visitem e que continuem a ter um bom ínicio no ano de 2009.