terça-feira, fevereiro 13, 2007

Alimentos Afrodisíacos

Afrodisíaco o significado desta palavra é: (...) Que excita ou revigora os desejos sexuais, a afrodisía (...).

É certo que existem alimentos pré - definidos como sendo afrodisíacos, no entanto isso vai um pouco da imaginação de cada um, nestes casos a imaginação é o melhor poder existente para fazer “milagres”, assim estejamos predispostos a tal.
Quem diria que uns simples ovos mexidos com espargos poderão ser um afrodisíaco? Mais á frente vão entender porquê...
Vamos então por ordem alfabética:

Alimentos:


Abacate
: Esta é uma das frutas mais ricas em vitaminas, hoje em dia é muito fácil encontrá-la nos supermercados.


Açafrão: Especiaria vermelho-alaranjada, usa-se em pratos de peixe e de mariscos. No Oriente utiliza-se como estimulante.

Agrião: Alguns acreditam ser um estimulante. De sabor algo amargo, mas agradável. Muito utilizado em sopas e saladas.

Alcaparra: Frutos redondos e pequenos, de sabor muito forte, utilizado em pratos de peixe.
Alcachofra: Vegetal que se encontra com alguma facilidade nos supermercados. Pode ser utilizado para confeccionar pratos vegetarianos. Para alguns, o prazer também está em comê-la com as mãos.


Alho: Além de afrodisíaco, a este vegetal são atribuídas muitas propriedades curativas.
Amêijoa e Mexilhão: Estes crustáceos podem ser comidos crus, com limão, mas o seu sabor acentua-se quando preparados nas sopas ou cozidos. Também podem ser levemente assados no forno, nas suas conchas, com queijo parmesão ralado, pimenta e umas gotas de vinho branco.


Amêndoa: Muito usada em cremes, bebidas, sabonetes e loções para massagens.

Arroz: Simboliza fertilidade.

Banana: O seu poder afrodisíaco é mais associado à forma.

Baunilha: Tempero indispensável para doces, bolos, sorvetes, café, chocolate, etc. É vendido em extracto ou essência.

Canela: Extraída da casca da árvore da canela. É usada em lascas e em pó. Coloca-se em doces mas também em carnes. Depois de comer experimente mascar um pouco de pau de canela, e seu hálito vai manter-se fresco.

Camarão, Lagostim, Caranguejo, Lagosta e outros crustáceos: São saborosos, decorativos e muito afrodisíacos. Basta cozê-los em água, sal e um pouco de azeite e ficam prontos a serem saboreados.

Caracol: Considerado afrodisíaco devido talvez à sua semelhança com o clítoris.

Caviar: Ovas extraídas do peixe esturjão, são muito conhecidas como afrodisíaco.

Cebola: É considerada afrodisíaca desde a antiguidade.

Coco: Fruto muito calórico. Na Índia acredita-se que aumenta a qualidade e a quantidade do sémen e cura doenças das vias urinárias.

Cogumelos: Considerado afrodisíaco talvez pela sua aparência que faz lembrar a de um pénis.

Cominhos: O Óleo destas sementes é utilizado em loções balsâmicas e filtros de amor. Na culinária é empregado no tempero de enchidos, lentilhas, feijões e em carne.

Cravo: Têm um cheiro intenso e é usado em sobremesas e carnes, para dar um toque especial. ~

Erva-cidreira: Esta erva é mais conhecida pelo seu chá, no entanto utiliza-se em maioneses, receitas com queijo fresco e creme, molhos, saladas e algumas sobremesas de frutas.

Figo: Este fruto já é utilizado há muitos anos e através da tradição ficou associado à fertilidade.

Gengibre: Pode ser adquirido em pó, xarope e como raiz fresca. O seu sabor é um pouco picante. É muito utilizado na cozinha japonesa, mas também em comidas exóticas e na preparação de sobremesas e também de chás.

Hortelã: Tem um sabor fresco e é muito utilizado em doces, chás e bebidas. Em Inglaterra utiliza-se em receitas de cordeiro, nos países árabes para tempero de carnes variadas.

Lavanda: Têm um cheiro muito característico, as sementes aromatizam perfumes e sabonetes.

Louro: As folhas de louro são utilizadas na comida, no entanto, em pouca quantidade pois só uma folha pequena ou média, tem um sabor muito forte, um pouco amargo.

Maçã: Esta fruta está associada ao pecado e à tentação. Os licores de maçã, como a sidra, são estimulantes e crê-se que rejuvenescem.

Manjericão: Quando é utilizado fresco, tem um sabor mais forte, é utilizado nos pratos mais variados.

Manga: Esta fruta tropical tem um sabor e cheiro muito característico. É rica em vitaminas e calorias.

Marmelo: Este fruto tal como a maçã e a romã, é considerada a fruta simbólica de Afrodite.

Milho: Simboliza fertilidade e abundância.


Morango e framboesa: Com um cheiro e sabor intensos, utilizam-se em doces e para acompanhar bebidas, principalmente o champanhe.

Mostarda: Pode ser comprado em semente, em pó e preparada. As sementes de mostarda utilizadas em conjunto com o vinagre, conferem ás saladas um sabor especial.

Noz-moscada: É uma noz dura usada para aromatizar puré, doces e sobremesas, mas que também realça o sabor de alguns vegetais, como o espinafre e as carnes suaves.

Orégãos: Típico da cozinha mediterrânica, possui aroma e sabor forte. Muito utilizado nas pizzas.

Ouriços-do-mar: Considerados mais afrodisíaco do que as ostras.

Ostras: Consideradas o melhor da comida afrodisíaca. Comidas cruas com limão.

Ovos de codorniz: Pequeninos, são conhecidos há muito pois sempre fizeram parte dos menus afrodisíacos.

Pêra: É considerado afrodisíaco pela sua forma, também associada ao corpo feminino.

Pêssego, damasco e ameixa: Pela sua aparência, associa-se estas frutas às partes íntimas femininas.

Pimenta: Picante e de sabor intenso, acentua o sabor dos alimentos.

Rã: A única parte que se pode aproveitar são as patas.

Romã: Este fruto é de origem árabe, atribui-se a este fruto poderes afrodisíacos, normalmente associados a cerimónias de fertilidade.

Salsa: Utilizada em carnes, peixes, saladas. A sua frescura alivia o hálito de cebola ou alho.

Tâmara: Rica em calorias e vitaminas, altamente energética. Experimente abrir as tâmaras, retirar o caroço, depois aquecer um pouco de mel ao qual junta pinhões e recheie as tâmaras com este preparado. Sirva morno.

Uva: Este fruto sempre foi associado ao prazer e à fertilidade.

Bebidas

Absinto:
Licor verde extraído da planta do mesmo nome, a que se acrescenta ervas. Considerado muito afrodisíaco, embora deve-se beber em pequena quantidade.

Anis: É uma planta de flores brancas e sementes pequenas e aromáticas. Chás, xaropes, essências, temperos e licores podem ser feitos com estas sementes.

Amaretto: Preparado à base de amêndoas, é um licor usado como digestivo.

Café: Excitante por conter cafeína, uma chávena de café pode ter um efeito poderoso.

Chá: Muito consumido em Inglaterra desde o século XVIII até aos dias de hoje. Existe inúmeras variedades de chá.

Chocolate: Esta era considerada a bebida sagrada dos Astecas e relacionavam a seu uso com a deusa da fertilidade, Xachiquetzal.

Mel: Foi a partir do mel que foi fabricada a primeira bebida alcoólica que se conhece, de seu nome Hidromel, vinho doce feito de mel.
A utilização do mel como afrodisíaco é sobejamente conhecida. Rico em vitaminas R, C e minerais do pólen, é um verdadeiro estimulante á produção de hormonas sexuais.


Champanhe: Sempre que se comemora algo ele é utilizado. Serve-se gelado.

Grand Marnier: Conhaque francês com sabor de laranja.

Curaçao: Bebida doce fabricada com laranjas amargas.

Xerez: Vinho forte e doce.

Vinho do Porto: Vinho forte e doce.

Kirsch: À base de cereja, também usado para aromatizar vinhos e champanhes.

Parfait Amour: Raro licor perfumado, francês e de cor azul.






Sem comentários: