quinta-feira, outubro 26, 2006

Grandes Portugueses – E você já escolheu o seu?

O novo programa (concurso) da RTP com apresentação de Maria Elisa (já tinha saudades suas), promete polémica.
Quando ontem cheguei a casa do ensaio, já passava da meia-noite, ainda dava na RTP 1 este programa, tive realmente pena de não o ter acompanhado, mas de qualquer maneira acho que deu para apanhar o essencial da “coisa”.
Então o objectivo é escolher o melhor Português de sempre.
Bem, acho que vai ser difícil, ou melhor, acho que vai ser do género, encontrar uma agulha num palheiro do tamanho da história de Portugal. E de certeza que vai existir injustiças, porque se bem conhecemos Portugal e os Portugueses, o mais provável é os 5 primeiros escolhidos ser algo do género Amália, Eusébio, Figo, Carlos Lopes e Rosa Mota.
Não me levem a mal, mas tenho esta sensação e eu pergunto onde fica D. Afonso Henriques, onde fica todas as personagens da nossa história que tanto peso tiveram para nós sermos o que somos hoje.
Ontem discutia-se acaloradamente a situação de Salazar. Enquanto uns se indignavam, outros diziam que não se poderia roubar o lugar do Dr. Oliveira Salazar na história de Portugal, certo, estou de acordo com tudo isso, mas então vamos voltar avivar a memória de todas as atrocidades que se cometeram durante o Estado Novo.
Mas, opss isso é tocar numa ferida que não queremos voltar a abrir, porque não dá jeito nenhum lembrar as centenas de homens que ficaram nas matas do Ultramar, já não falando nos inválidos físicos e psicológicos que andam hoje ai aos caídos, não dá jeito nenhum falar nas senhas de racionamento de leite ás mulheres dos soldados (a minha mãe foi uma delas), não dá jeito nenhum falar na quantidade de pessoas que foram presas e torturadas pela Pide e também presumo que não deve dar jeito nenhum falar de que os pobres eram muito pobres e que os ricos eram muito ricos, mas não adianta falar disso, porque neste nosso presente acontece precisamente o mesmo e não temos nenhum Salazar no Governo. Ou será que temos mas numa versão mais democrata, mais ligth e mais fashion?
Avancemos, era bom que ninguém se esquecesse de pessoas como Marquês de Pombal, Luiz de Camões, Fernando Pessoa, Almada Negreiros, Bocage, Ramalho Ortigão, Eça de Queiroz, Aquilino Ribeiro, Florbela Espanca, Natália Correia, Sophia de Mello Breyner, Marianna Rey Colaço, Maria Matos, António Silva, Beatriz Costa, Vasco Santana, Eunice Munoz, Simone de Oliveira, Ruy de Carvalho, a lista é interminável, é difícil a escolha.
Só espero não ter a desagradável surpresa de ter nos 100 primeiros eleitos, personagens tipo: José Castelo Branco, Cinha Jardim, Lili Caneças, Zézé Camarinha, e outras personagens que tais, pois com o devido respeito que a todos tenho, isso seria uma crise intelectual tremenda, mas nos tempos que correm já nada me surpreende.
Agora eu deixo uma pergunta no ar, em que aspectos esta votação vai influenciar a vida dos Portugueses? Na minha opinião em nada, daqui a dois meses já ninguém se lembra de nada.

segunda-feira, outubro 23, 2006

Por entre Tachos e Panelas

Olá, hoje deixo-vos 2 receitas, uma receita de bifes de vaca ao vinho do porto e cogumelos e o tal pudim de ovos que já ouviram a Sandra Silva comentar.

Bifes de vaca ao vinho do Porto e Cogumelos

Ingredientes:
- 4 Bifes de vaca
- Sal
- Alhos
- Sumo de Limão
- Vinho Branco
- Margarina
- Natas Q.B.
- Cogumelos frescos ou de lata
- Vinho do Porto Q.B.

Preparação:
Temperam os bifes normalmente, com sal, alhos, sumo de limão e vinho branco.
Depois numa frigideira colocam a margarina a derreter, depois deitam os alhos para dar sabor á margarina, retiram-nos para fora e fritam os bifes normalmente.
Depois deitam o molho do tempero dos bifes e deixam apurar em lume brando, deitam as natas e deixam apurar, por fim, deitam os cogumelos e o vinho do Porto.
Quando o molho estiver consistente, coloquem os bifes.
Pode ser servido com arroz branco, massa e salada.
Bom apetite.

Pudim de ovos

Ingredientes:
6 ovos
1 lata de leite condensado
2 medidas de leite
Açúcar Q.B. para o caramelo

Preparação:
Abre-se a lata do leite condensado para uma tigela, depois as duas medidas de leite e por fim os ovos inteiros, mexe-se bem até obter um preparado homogéneo.
Numa forma coloca-se o açucar Q.B. em lume brando até obter a cor caramelo, se quiserem que o caramelo fique um pouco mais líquido e saboroso coloquem com cuidado para não se queimarem duas a três gotas de vinagre no caramelo.
Depois é só colocarem o preparado do pudim na forma e levarem ao forno em banho maria cerca de 20 minutos, quando espetarem um palito e ele sair seco está pronto
Bom apetite...

Esta receita pode servir como base, depois é só darem asas á imaginação e em vez de 2 medidas de leite, ponham 1 de leite e outra de leite de coco (pudim de coco), sumo de frutas, etc...

Crónicas da vida de um Gato

Olá a todos, venho hoje visitar-vos de fugida, pois nas 2 próximas semanas não sei se terei oportunidade de vos dar notícias minhas... vou de viagem até á terra dos meus donos em Guimarães.
Tão a ver a minha foto, é assim que eu fico quando me falam em viajar, com os olhos em bico!!!
No entanto aqui ficam os desejos de turrinhas para todos e eu assim que possa darei mais notíc
ias.
Hoje fica a foto de um gato a dormir na montra de uma loja, a cama devia ser fofa, pelo ar com que ele está a dormir, com que sonharia ele???

Para a semana vou de férias!!!

Olá a todos os que me visitam, a partir de hoje vão notar algumas diferenças no blog, as postagens habituais vão continuar a ser feitas exceptuando com tanta regularidade a das “Sugestões para o fim-de-semana”.
Em primeiro lugar porque vou de férias 2 semanas logo não terei computador e internet á mão e depois quando voltar também não terei assim com tanta facilidade.
Vão poder comentar á vontade.
Obrigado pela atenção de todos os que me visitam, gostaria também que visitassem os meus outros dois bluestrass e que comentassem o meu trabalho, gosto sempre de saber a opinião das pessoas, não quero que me digam que gostam só para parecer bem, quero que me digam a verdade, que façam críticas.
É com elas que nós aprendemos e evoluimos.

sábado, outubro 21, 2006

Flores comestíveis, porque não dar uma cor diferente á vida?

Imagens in http://www.herbario.com.br/
Sabiam que as flores não servem só para decorar as nossas casas e jardins.
Há uns domingos atrás deu na televisão um programa que me espertou a atenção, que falava precisamente deste assunto, é que as flores também se comem...
Mas atenção, não caiam na tentação de entrar no jardim do vizinho ou no vosso e pensar: “Vamos lá apanhar umas flores para o almoço.” Ainda acabam por ir parar ao hospital a fazer uma lavagem ao estômago...
Então é assim, as flores que se compram nas floristas e nos mercados não servem para comer, as espécies comestíveis são sujeitas a processos específicos para serem qualificadas de produtos alimentares.
Algumas desses exemplos podemos encontrá-los nas pétalas de rosa, que já se encontram com alguma facilidade cristalizadas, têm um sabor suave t
al como o seu perfume.
Existe ainda uma flor que eu própria acho que nunca tinha ouvido
falar, a Capuchinha ou Flor de Nastúrcio, oriunda do Peru, mas que neste momento já é produzida na Europa. Esta flor têm um sabor levemente picante e é servida em saladas.
A Calêndula é outra flor que antigamente era desidratada e utilizada como corante na culinária. Nos dias de hoje é servida fresca principalmente em saladas.

O Amor-perfeito também é utilizado em saladas e sobremesas.
Depois temos sempre as mais conhecidas,
como é o caso da Tulipa, a Alfazema e a Begónia, que são muito utilizadas neste tipo de culinária.
A Camomila é utilizada em saladas e pratos, e também na versão que nós mais estamos habituados, em chás.
A Cebolinha é utilizada nas saladas.
A Cravina pode ser utilizada em saladas, bolos e também como aromatizante em vinagres, açúcar ou vinho.
A Flor de Abóbora pode ser frita e também utilizar na sopa.
A Rosa de Jericó é utilizada em saladas e também para escurecer o vinho.
A Violeta Odorata já é bastante utilizada em saladas, em doces, gelados e pudins é utilizada cristalizada.
Existe ainda licores feitos com algumas flores que são servidos para acompanhar sobremesas.
Apesar de ainda ser difícil em Portugal encontrar estas coisas diferentes, porque não experimentar estas receitas que encontrei em duas páginas brasileiras.

Receita in http://www.colmagno.com.br/
Salada verde com flores comestíveis


Ingredientes:
1 pé de alface
1 endívia
1 repolho roxo

Flores comestíveis
4 colheres (sopa) de azeite
2 colheres (sopa) de vinagre balsâmico ou vinagre de vinho tinto
Sal e pimenta –do -reino moída.

Preparação: Coloque as nos pratos, primeiro a alface, de seguida as endívias e por último, o repolho.
Disponha as flores sobre os pratos e reserve.Misture o azeite, o vinagre, o sal e a pimenta –do -reino.

Receita in http://www.helenice.com/
Licor de rosas

Ingredientes:
30 rosas vermelhas
1l de aguardente
1 ½ kg de açúcar

Preparação:
Tire as pétalas das rosas, lave-as bem e ponha em infusão na aguardente por 8 dias. Após esse período, coe.
Com o açúcar, faça uma calda grossa e junte com a aguardente coada.
Ponha numa garrafa, tape e deixe macerar alguns dias antes de servir.

sexta-feira, outubro 20, 2006

Sugestões para o fim-de-semana:

Mais um fim -de -semana que se aproxima, e bem chuvoso pelas previsões.
No entanto o mundo da arte, o mundo da cultura não pára nunca.
Ficam aqui algumas propostas, espero que as apreciem...

Teatro:
“Se eu não morresse, nunca!”
A Companhia de Teatro Chão de Oliva em Sintra apresenta a sua 53ª produção, desta vez com textos (as cartas) e poemas de Cesário Verde.
De 19 de Outubro a 19 de Novembro na Casa de Teatro de Sintra.
Para mais informações contactar:

219 233 719/ 912 206 384


Exposição:
Estufa Fria em Lisboa
Mais uma vez este local é escolhido para um evento, desta vez são 20 fotógrafos que dão a conhecer os locais de Lisboa que nós conhecemos mas com uma visão diferente.
Até dia 14 Novembro, das 9.00 até ás 16.00.


Banda Desenhada da Amadora (FIBDA)
Para quem é apreciador de banda desenhada não pode perder o 17º Festival Internacional de 20 de Outubro e 5 de Novembro.
Este ano é o Fórum Luís de Camões, na Brandoa, que se encontra grande parte das exposições que este ano se dedica a “um olhar ao Resto do Mundo”.
Encontram ainda no CNBDI, Recreios da Amadora, Casa Roque Gameiro, Estação de Metro da Falagueira e Galeria Municipal Artur Bual outras exposições.
Mais informações in http://www.amadorabd.com/

Comer fora de casa:
Como gosto de comer bem, vi este anúncio no Jornal da Região de Cascais e resolvi fazer publicidade a este restaurante.
O Restaurante Pizza na Pedra em Carcavelos (mais propriamente em Sassoeiros) faz Pizzas e não só na hora “ (...) As massas são feitas aqui por nós, todos os dias, ou no máximo de um dia para o outro (...) ”, ainda existe outros segredos deste sucesso, como serem feitas na pedra do forno. Para além desta ementa pode-se ainda degustar uma boa churrascada (desde porco preto, costeletas de novilho, frango) e ainda feijoada de chocos, picanha no forno.
É uma sugestão bem apetitosa para este fim-de-semana.
Rua Luís de Camões, 94. Sassoeiros
Telefone: 214560346

Literatura:
Com o tempo que se vai fazer sentir este fim-de-semana, porque não ficar em casa e pôr a leitura em dia.
Penso que nunca falei de um livro que li recentemente e que me fez olhar com outros olhos, a dita “alta sociedade”.
Chama-se
“De Budapeste ao Estoril. Uma vontade indomável” de Edle Astrup Hubay Cebrian.
Este livro é uma autobiografia das mais emocionantes que já li. Conta a história de uma mulher que entre 1908 e 2002 por vários motivos foi “obrigada” a mudar de “nacionalidade” várias vezes. Entre a inocência da Noruega, a aventura em Londres, o amor em Itália, a vida difícil na Hungria (provocada pela II Guerra Mundial e toda a sua carnificina, existe partes do livro que arrepiam...) e a bonanza em Portugal. Este é daqueles livros que se não lêem, devora-se página por página e ao chegar ao fim dá vontade de o começar a ler de novo.
Da Editora Oficina do Livro.
Com tradução e adaptação de Manuela de Sousa Rama (Nora da autora do livro)
Um bom fim -de -semana.

quarta-feira, outubro 18, 2006

Por entre Tachos e Panelas

Olá, esta semana decidi deixar aqui uma receita diferente feita com o “fiel amigo” e uma sobremesa que inventei e por acaso até sai bem...

Bacalhau no forno com espargos

Ingredientes:
- 3 Postas de Bacalhau
- 5 a 6 batatas
- 1 Frasco de Espargos verdes
- 1 Sopa de Espargos
- Ervas aromáticas
- Limão
- Margarina Q.B.
- Queijo Mozarella (opcional)

Preparação:
Coze-se as postas de bacalhau, retira-se o bacalhau para fora e deixa-se arrefecer a água.
Entretanto coze-se as batatas para fazer puré (tendo o cuidado para que não fique muito mole) .
Quando a água estiver fria, mede-se a quantidade de água para fazer a sopa de espargos (um pouco menos para não ficar muito aguada), desfaz-se bem a sopa e deixa-se cozer lentamente, por fim deita-se um pouco de margarina, sumo de limão e ervas aromáticas.
Os espargos podem salteá-los ou não com um pouco de margarina ou um fio de azeite, mas como já vem cozidos fica á vossa escolha.
Depois desfiam o bacalhau, e começam por colocar um pouco de puré no fundo de um pirex, depois o bacalhau e os espargos e um pouco de molho, por fim o resto do puré e o resto do molho, levam ao forno a gratinar.
Podem sempre optar por colocar queijo mozarella por cima para ficar com um gosto diferente.
Esta receita pode ser feita com cogumelos no lugar dos espargos (inclusive a sopa), o puré de batata pode ser alterado por batatas cozidas cortadas ás rodelas grossas.
Bom apetite.

Doce Rápido

Ingredientes:
1 Pacote de Mousse de Chocolate Branco instantâneo
- 2,5 dl de leite para a mousse
- Bolachas Maria ou torrada
- 2 dl de água + 2 colheres de sopa de café
- Rodelas de ananás (guardem 1 a 2 rodelas para enfeitarem)
- 1 pacote de Natas

Preparação:
Prepara-se primeiro a mousse, depois faz-se o café para molhar as bolachas.
Depois o doce pode ser montado como se fosse um bolo de bolacha ou então num pirex para ir a gelar.
Começa-se por molhar as bolachas, corta-se pedaçinhos de ananás e depois cobre-se com um pouco de mousse, e assim sucessivamente até acabar a mousse, no fim bate-se o pacote de Natas em chantilli e cobre-se o bolo, vai a gelar e antes de servir enfeita-se com ananás, cerejas cristalizadas (caso apreciem) e raspas de chocolate (branco ou preto, conforme o gosto).
Bom apetite.

terça-feira, outubro 17, 2006

Crónicas da vida de um gato

Olá a todos, adoro este tempo, nhaaaauuu (desculpem estar-me a espreguiçar, é mais forte que eu).
Hoje trago aqui uma amiguinha que “mora”, na praceta, ou melhor “mora” debaixo dos carros, em cima deles...enfim, não me importava de a ter em casa, mas a minha dona não ia achar piada nenhuma!!! (é que para maluco basto eu...), eu sei que gostas que a Sandra e o Carlos te façam festinhas na barriga, agora amiga não abuses, senão fico com ciúmes... e então é uma chatisse.
Eu tenho muito mau humor quando tou danado!
Turrinhas para todos, um dia combinamos para ir comer uma ervinha ao jardim. Ok??

segunda-feira, outubro 16, 2006

Viagens na nossa Terra

A Natureza surpreende-me...
Ontem partimos sem destino por volta das 15.30, sabíamos apenas que íamos em direcção á zona oeste. Talvez Areia Branca, talvez Torres Vedras, sair de Lisboa era o objectivo!
A8, mediante um céu carregado de nuvens, com a chuva a espreitar por entre elas, observamos os moinhos eólicos, confesso que gostava de um dia ir ao pé de um, entrar lá dentro para enten
der o mecanismo.
Encontramos a saída para a Lourinhã, saímos e agora? Lourinhã? Nãã... Vimeiro? É isso vamos lá conhecer as Aguas do Vimeiro, a minha mãe contava-me que em solteira esteve no Vimeiro e para beber um copinho de água esteve quase meia hora na fila! Ontem com o tempo que estava duvidava que tal acontecesse, e lá fomos nós. Como normal as indicações para os lugares em Portugal são escassas, chegamos á dita terra do Vimeiro (onde se deu a famosa batalha a 21 de Agosto de 1808 entre as tropas de Junot e as tropas luso-britânicas de Arthur Wellesley) e andamos lá ás voltinhas (não as do Marão, mas as do Vimeiro) á procura do “Monumento”.
Lá encontramos, fica aqui a recordação.












Então e agora? Agora vamos á procura das termas, mais abaixo começamos a ver a fábrica das Aguas do Vimeiro, resolvemos parar, ao sair do carro tivemos a sensação que tínhamos chegado a uma vila fantasma (o mesmo aconteceu no Gerês), tiramos umas fotos e resolvemos avançar no sentido de uma dita portagem??? Será que chegamos a Espanha e não sabemos??? Lá fomos nós, quanto mais avançávamos mais admirada com tudo o que me rodeava estava eu (acho que sou um bocado como os miúdos quando vêem algo que não conhecem), e lá estava ela, a dita portagem da Fonte dos Frades??? O Carlos dizia-me: “ Mas porque é que temos que pagar portagem, não entendo??” Pois eu também não entendia e fui lá perguntar, quando lá cheguei o velhote olhou para mim com uma cara... perdi a vontade de perguntar o que fosse, ainda articulei qualquer coisa como: “Do lado de lá, o que há para ver??” e lá muito a custo o senhor disse que havia os campos de golfe, as praias, o centro hípico. Está bem...
Voltei para o carro, pagamos os €0,75 não aos Frades mas às Aguas do Vimeiro (qual monopólio???) e lá fomos nós, eu só dizia: “Olha, olha que espectáculo, já viste?? Até nos esquecemos que estamos a 60 Km de Lisboa. A junção da “montanha” com o Rio Alcabrichel era esmagadora, adorei, seguimos a foz do rio até ao fim e fomos desaguar na Praia do Porto Novo.
Que vista
magnífica, que paz, que enormidade...
Por entre o sol que insistia a aparecer a medo entre as nuvens, caía também uns pingos grossos que se misturavam com a maresia do oceano em “fúria”.
Foi um retemperador de forças para a semana de trabalho... até dormi melhor esta noite!!
Viemos sempre em direcção a Santa Cruz e pelo meio lá encontramos mais umas maravilhas desta nossa natureza...
O caminho para Lisboa, foi longo e maçador mas valeu muito a pena o esforço!
É bom podermos fugir de vez em quando e apercebermo-nos que quando pensamos que já vimos tudo, ainda temos algo que nos falta descobrir neste nosso Portugal pequenino mas que ás vezes consegue ser tão grande que quase não cabe no nosso peito...




sexta-feira, outubro 13, 2006

Sugestões para o fim-de-semana



Estamos a chegar a mais um fim-de-semana, já repararam como o ano corre, ainda agora estávamos no início do verão e daqui a nada já estamos no Natal?
Como está bom tempo para passear, vamos aproveitar bem as actividades ao ar livre.
Deixo duas das minhas fotos preferidas de Lisboa.

Jar
dim Colonial - Belém:
Fotos in http://www.lxjovem.pt/

Na minha opinião, este é um dos sítios de Lisboa mais bonito, fui lá por volta dos meus 7 anos e quando lá voltei fiquei agradavelmente surpreendida.
O Jardim Colonial foi criado em 25 de Janeiro de 1906, pelo Rei D. Carlos, portanto comemora este ano o seu primeiro centenário.
Porque não perder-se este fim-de-semana pelos cantinhos deste lugar e descobrir plantas que desconhece. Para aguçar a vontade deixo aqui algumas fotos.

Literatura Infantil:
(In Jornal Destak)
Cascais: A biblioteca local recebe até dia 15 de Outubro, o Encontro Internacional do Livro e Imaginário Infantil.

Sintra: Sábado o C. C. Olga Cadaval vai apresentar pelas 16 Horas um ciclo de leituras encenadas com a participação do Teatromosca.

Teatro:

Le Club Chez Moi
Até 15 Outubro, ás Sextas, Sábados e Domingos às 21h30m
Esta peça retrata a vida de um cabaret e todas as suas histórias desde que era um local bem frequentado até ao seu declínio tornando-se um local pouco recomendável.

Autores:
Iris Barroso e Nuno Catarino

Encenadores / Coreógrafos:
Filipa Isabel Menício
Iris Barroso
Nuno Catarino
Thaís de Campos
Direcção Musical:
Nuno Catarino

Actores:
Dalma Campos
Dércio Camilo
Filipa Isabel Menício
Joana Cardona
Isabel Jacobeti
João Oliveira
Katiliana Capindiça
Nuno Catarino
Pedro Gouveia
Pedro Morgado
Iris Barroso
Wander Simões
Produção:
Show on - Produções


Teatro Amador:
O Grupo de Teatro Renascer, de Esmoriz, encontra-se a celebrar 14 anos, organizando o VII Festival de Teatro de Esmoriz .
Este sábado, o Teatro Passagem de Nível da Amadora apresenta no Cine Teatro Esmoriztur, pelas 21.30 horas a peça
"NÃO QUERO CHEGAR TARDE"


Exposição:

Foto in http://www.dblog.it/
World Press Photo 2006
e
Prémio Visão Fotojornalismo 2006
- 6º Prémio Fotojornalismo VisãoBanco Espírito Santo
Até dia 22 OUT, na Galeria 2, do Piso 1 do Centro Cultural de Belém .
Esta exposição conta com dezenas de imagens, onde se pode ver os momentos mais marcantes de 2005.
Mais informações in
http://www.ccb.pt

Bom fim-de-semana a todos.

quinta-feira, outubro 12, 2006

Isabel Allende - Mulher, escritora de sonhos...












Foto in http://www.isabelallende.com/
Isabel Allende deve ser a escritora que até hoje mais me fez emocionar a ler um livro. Dos seus 16 livros, pelo menos metade deles já os li (estão sublinhados a cor diferente) e sempre com muito agrado. Acho que o primeiro foi a Casa dos Espíritos, após ter visto o filme por duas vezes, ainda hoje emociono-me ao vê-lo sentia uma mistura de tristeza com riso, com revolta.
Ao ler o livro voltei a senti-lo mas de uma maneira mais intensa. A sua escrita envolve-nos de modo a que consigamos passar para o lado de lá do livro e quando menos esperamos estamos a viver de perto as mesmas emoções que as personagens, as mesmas dores e angústias. Nos seus livros mesmo sem nunca lá ter estado acho que conheço as paisagens e os sítios que a escritora descreve com primor e simplicidade sem se tornar maçadora.
De todos os livros o que mais mexeu comigo foi o “Paula”, lembro-me que ao lê-lo no comboio quantas vezes tinha que me conter para não chorar, muitas vezes era difícil, então fingia estar a ter um ataque de rinite alérgica e limpava as lágrimas que teimavam em correr pela minha cara, palavras como “(...) Garantiu-me que o estado de coma é como dormir sem sonhos(...)
Tenho a alma afogada em areia, a tristeza é um deserto estéril. Não sei rezar, não consigo alinhavar dois pensamentos (...) “As palavras em baixo descrevem como a escritora contou a um dos doentes do hospital o que se passava com Paula:
“ (...) Era uma vez uma princesa a quem no dia do baptismo as suas fadas cobriram de dons, mas um bruxo colocou uma bomba relógio no seu corpo, antes que a sua mãe o pudesse impedir. Na altura em que a jovem cumpriu vinte e oito felizes anos todos se tinham esquecido do malefício, mas o relógio contava inexoravelmente os minutos e um dia a bomba explodiu sem ruído.(...)Quando a sua filha resolveu partir foram com estas palavras de mãe, mulher e contadora de histórias que Isabel definiu o momento:
“ (...) Na madrugada de domingo de 6 de Dezembro, após uma noite prodigiosa em que se abriram os véus que ocultam a realidade, morreu a Paula. Eram quatro da manhã. (...) Como é simples a vida, afinal de contas... (...)
Em última instância a única coisa que tenho é o amor que lhe dou. (...) Paula ficou cor de opala, branca, transparente...tão fria! A frialdade da morte provém das entranhas, como fogueira de neve a arder por dentro; ao beijá-la o gelo ficava-me nos lábios, como uma queimadura. (...) A sua missão neste mundo foi a de unir aqueles que passaram pela sua vida e nessa noite sentimo-nos todos acolhidos sob as suas asas siderais, imersos naquele silêncio puro onde talvez reinem os anjos. (...)As últimas palavras deste livro descrevem uma mulher aliviada mas ao mesmo tempo conscienciosa do seu lugar no mundo:
“Sou o vazio, sou tudo o que existe, estou em cada folha do bosque, em cada gota do orvalho, em cada partícula de cinza que a água arrasta, sou a Paula e também sou eu própria, sou nada e tudo o resto nesta vida e noutras vidas, imortal. (...).Por isto e por tudo agradeço a Isabel Allende por existir como mulher e como escritora, a quem ainda não leu nenhum dos seus livros, deixo aqui o convite:

A Casa dos Espíritos (1982)»
De Amor e de Sombra (1984) »
Eva Luna (1987) »
Contos de Eva Luna (1988)»
O Plano Infinito (1991)»
Paula (1994))»Afrodite (1998)
A Filha da Fortuna (1999)»
Retrato a Sépia (2000)»A Cidade dos Deuses Selvagens
O Reino do Dragão de Ouro
O Bosque dos Pigmeus»O Meu País Inventado
Zorro, O Começo da Lenda (2005)
Trilogia As Memórias da Águia e do Jaguar
Inés da Minha Alma (2006)





Egoísmo VS Inveja

Hoje achei piada quando li os jornais de manhã e reparei com um comentário no jornal "Metro" na parte dos astros por Andreia Gaita (não sei se o nome é verdadeiro, mas que o que ela diz ás vezes é uma gaita...lá isso é...)
Então no meu signo dizia:
Sagitário: "Vai ser abordado por várias pessoas egoístas, que acham que partilhar é para miúdos. Não recomendo dar-lhes uma sova com o cinto, a não ser que o consiga sem ser apanhado."
Abordada por pessoas egoístas não sei, mas muitas vezes por pessoas invejosas, isso talvez... mas tanto o egoísmo como a inveja andam quase de braço dado, ás vezes não sei lidar muito bem com essas pessoas, pois como não sou assim, bem pelo contrário ás vezes até dou mais do que devia...lido mal com isso, então revolto-me contra esse tipo de sentimentos, revolto-me ás vezes contra mim e penso "és tão parva, será que nunca aprendes???".
Enfim, a quem tem esse tipo de "não sentimentos", aconselho vivamente (se é que os conselhos se dão???), trabalhem, arranjem um objectivo para a vossa vidinha medíocre que não seja "infernizar" a vida dos outros, lutem por alguma coisa, porque nesta vida nada é fácil, logo não é invejando o que é dos outros que conseguimos alcancar a plenitude...
Isto é só um desabafo, não liguem mas todos temos dias assim...

quarta-feira, outubro 11, 2006

Por entre Tachos e Panelas

Olá, esta semana deixo-vos a receita de Bifinhos de Frango com Cogumelos e a Mousse de Chocolate Caseira.

Bifinhos de Frango com Cogumelos

Ingredientes:
- 4 Bifes de frango
- Sal Q.B.
- Alhos
- Vinho para temperar
- Ervas aromáticas
- Limão
- Margarina Q.B.
- Cogumelos frescos (nos supermercados já se vendem embalagens)
- 1 Pacote de Natas
- Coentros

Preparação:
Lavam-se os bifes e cortam-se ás tirinhas sem ser muito grossas, tempera-se com sal, com os alhos, o vinho, o limão e as ervas aromáticas. Este processo pode ser feito de um dia para o outro.
Numa frigideira larga e funda (de preferência antiaderente), coloca-se um bocado de margarina, deixa-se derreter e coloca-se os bifinhos a fritar, no fim coloca-se o molho que restou do tempero dos bifinhos a apurar, de seguida coloca-se os cogumelos já lavados e fatiados a saltear neste molho.
Retira-se os cogumelos, deita-se o pacote de natas e deixa-se apurar, por fim é só colocar de novo os bifinhos e os cogumelos e envolver bem no molho. Pique os coentros antes de servir.
Deve ser acompanhado de uma salada e arroz branco.
Esta receita pode ser feita com qualquer tipo de carne.
Bom apetite.

Mousse de Chocolate Caseira

Ingredientes:
- 1 Tablete de Chocolate de Cozinha
- 2 colheres de sopa de Margarina
- 6 ovos
- 1 colher de chá de Café
- 1 colher de chá de Canela

Preparação:
Leve num tacho em banho-maria o chocolate com a margarina até ele derreter.Numa tigela coloque o chocolate e vá deitando um a um os ovos mexendo muito bem, deite o café e a canela e mexa, se confeccionar a mousse para muita gente, deite um pacote de natas a este preparado e mexa bem ou então faça a receita a dobrar. Leve ao frio. Bom apetite.

terça-feira, outubro 10, 2006

Crónicas da vida de um gato

Olá a todos, hoje venho cá só mesmo de passagem pois ando muito atarefado, como sou muito fotogénico, agora convidaram-me para posar para um calendário de gatos e gatas.
Yéééé...aquilo é que vai ser porreiro.

Oh para mim aqui tão belo, digam lá que não tenho jeito para a coisa.
Já agora deixo aqui uma forçinha para a selecção Portuguesa.
“Bamos lá cambada, todos á molhada, qu´isto é futeból du tal, forças nas canêtas, dêxem de tretas qu´isto agora é PORTUGAAAAAL!!!”
Até para a semana....


segunda-feira, outubro 09, 2006

My Bluestrass by Bijous

Olá, finalmente consegui arranjar um bocadinho de tempo para colocar alguns dos meus fios no Blog http://bluestrassbybijous.blogspot.com/, se bem se lembram no meu primeiro post a 20 de Agosto ( já vai assim tanto tempo?), eu referi que este blog estaria aqui para apresentar os meus trabalhos, só que com o caminhar das coisas, achei melhor dividir as águas, aqui fica o blog principal e nos outros dois os trabalhos que faço.
Agora espero que me visitem e que deixem comentários.
Se quiserem algum dos fios contactem-me via e-mail e ele será enviado via CTT contra reembolso.
Obrigado pelo nº de visitantes bem redondinho.
Beijinhos
Sandra

sexta-feira, outubro 06, 2006

Sugestões para o fim-de-semana

Esta semana mais uma vez temos variadíssimas propostas culturais, desde feiras, exposições, teatro, música.
Assim o fim-de-semana se prolongasse por uma semana e teríamos tempo para ver tudo.
Fica aqui as fotos do fogo de artifício da semana passada, como boa portuguesa que sou, digo que Portugal foi o melhor, ora digam lá se não tenho razão...
Já agora quem venceu o concurso foi a Alemanha, não achei nada justo, os E.U.A. estiveram bem melhor.

Feira:

Image in http://www.alimentacion-sana.com.ar/
De 30 de Setembro a 8 de Outubro, no Pavilhão de Exposições NERSANT, realiza-se a XXI Feira Nacional dos Frutos Secos, a XV Feira Internacional e IV Feira do Figo Preto de Torres Novas.
Nesta feira pode-se adquirir frutos secos e passados, tal como doçaria com frutos secos.
Efectua-se ainda concursos de fotografia e de montras, provam-se azeites e vinhos, existe ainda artesanato ao vivo e muita animação musical para todos os gostos.
A organização desta exposição fica a cargo da Associação Nacional dos Produtores de Frutos Secos e Passados e o programa está disponível em
http://www.feiradosfrutossecos.org/.

4º Festival Gastronómico do Chícharro em Alvaiázere:
Chicharro. Este nome a mim só me fazia lembrar um peixe, no entanto este Chicharro é uma pequena leguminosa, que faz lembrar o tremoço ou o feijão, entre o dia 5 e o dia 8 em Alvaiázere vão ser apresentados variadíssimos pratos à base deste vegetal.
Desde a Cabidela com Chícharo, Chicharada de Chocos, Chicharada com Legumes.
Para além da componente gastronómica, neste Festival pode também ver e ouvir um Encontro de Cantares ao Desafio, que dá a conhecer os cantadores, contadores de histórias e tocadores desta região.
Dentro da vila poderá ainda assistir a exposições, passeios de jipe pela região, passeios de burro pela vila e espectáculos com a Brigada Victor Jara .
Informação in
http://www.confagri.pt/

Música:

Lembram-se do Fábio Júnior? O galã das novelas que nós víamos quando éramos miúdos?
E a canção do pai “(...)Pai, me perdoa essa insegurança, é que eu não sou mais aquela criança,que um dia morrendo de medo, nos teus braços você fez segredo,(...). Pai, você foi meu herói meu bandido, hoje é mais muito mais que um amigo. Nem você nem ninguém tá sozinho, você faz parte desse caminho, que hoje eu sigo em paz !!!!!”
Pois é, dia 8 Fábio Júnior está na Praça de Touros do Campo Pequeno, pelas 21.30.
Informações in
http://lazer.publico.clix.pt

Teatro:
Música no Coração
Se a música “The hills are alive with the sound of music” lhe diz muito, mas está cansada de ouvir todos os anos por altura do Natal, agora já pode assistir ao vivo, numa versão á medida de Filipe La Féria, no Teatro Politeama.
"Música no Coração" tem no seu elenco, Lúcia Moniz, Anabela, Carlos Quintas e Helena Vieira nos principais papéis.
A partir de 06-10-2006, de terça a sexta às 21h30, aos sábados às 17h00 e às 21h30 e aos domingos às 17h00.
Informações in
http://lazer.publico.clix.pt


Teatro Amador:
Nas comemorações do 158º Aniversário da Sociedade Filarmónica Incrível Almadense, no dia 7 de Outubro, pelas 21,30, o Grupo de Teatro da Casa do Povo de Pontével, encontra-se nesta colectividade para apresentar a peça "A Birra do Morto", de Vicente Sanches. Uma comédia onde a crítica social e política gira em torno de um morto que se recusa a ser enterrado.


Exposição:
200 ANOS DE VESTIDOS DE BAPTIZADO 1750-1950
No Museu do Traje e da Moda no Lumiar, pode ver uma exposição interessante e completamente diferente, as origens dos vestidos de baptizado.
Vão estar expostos, “(...)cerca de 40 vestidos de baptizado antigos, pertencentes a figuras históricas ou a famílias tradicionais portuguesas. É por esta razão que se vai patentear nesta mostra pouco comum o traje púrpura que o Marquês do Pombal mandou fazer para o baptizado do seu filho, bem como o vestido com que D. Miguel I se terá eventualmente baptizado em Queluz, amavelmente cedido por S.A.R., a Duquesa de Bragança.(...)”
Esta exposição é também uma forma de dar a conhecer a Instituição Particular e sem fins lucrativos Ajuda de Mãe, que apoia mulheres grávidas que tenham dificuldades .
Informações in
http://www.museudotraje-ipmuseus.pt/

Exposição:

Nas comemorações dos 50 anos da Anita (quem não se lembra de ler pelo menos um livro?), de 3 a 15 de Outubro na Praça Central do Centro Colombo, as crianças vão poder conhecer o ilustrador belga Marcel Marlier.
Nesta exposição vão ainda poder construir um "puzzle" gigante, , participar num concurso e visitar três dos cenários que reconstituem o ambiente de três livros da colecção: Anita vai à escola (1957), Anita Mamã (1968) e Anita e os Fantasmas (2006).
A todos um bom fim-de-semana.

quarta-feira, outubro 04, 2006

4 de Outubro – Dia Mundial do Animal

Hoje, que por acaso é Dia Mundial do Animal, vi uma coisa de manhã quando vinha para o trabalho, que me impressionou deveras.
Eu estava dentro da camioneta em direcção a Oeiras, quando mais uma vez ela pára por causa do trânsito, entre vozes de uns e gritos de um miúdo á minha frente que devia se achar o Super-Homem na versão pirralho, quando olho para a rua e vejo um cão, tipo caniche parado, a olhar para o horizonte, a farejar o ar e quando o sinal abre e os carros começam a andar, ai vai ele disparado a correr encosta acima atrás do suposto dono que o terá abandonado ali, á sua sorte, ou será que devo antes dizer á sua morte?
Eu que até estava com sono, despertei e incrédula vi o cão a correr encosta acima, encosta abaixo, num desespero digno de quem procura algo que sabe que já não vai encontrar...
Eu só estava a ver quando é que alguém o atropelava, a camioneta passou e ele ficou para trás, mas a revolta ficou cá dentro e penso, hoje que é dia do Animal como penso em todos os outros dias:
Porque é que as pessoas continuam a usar os animais como se fossem bonecos de peluche?
Porquê de acharem piada aos bichos quando eles são pequenos e uns meses depois já os tratam como se fossem um monstro ou um empecilho?
Se gostavam de dar um bicho de estimação no Natal (deve ser a época em que as lojas dos animais mais facturam, não tenho nada contra elas, mas os canis e gatis estão cheios de animais sedentos por amor e carinho), ponderem, pensem, reflictam, pois eles também têm sentimentos, dores, alegrias, tristezas e muitas lágrimas dependendo de como a vida lhes sorrir ou não...

Coelho image in
http://www.flickr.com/ by flappingwings
Gato image in
http://www.flickr.com by fofurasfelinas
Cão image by
http://www.flickr.com by k_soggie/
Chiauhua image by
http://www.flickr.com/photos by tanakawho
Canário image in
http://www.misanimales.com
Papagaio image in
http://www.misanimales.com
Iguana image in
http://www.misanimales.com
Cavalo marinho image in
http://www.misanimales.com
Chichila image in
http://www.aprome.com.pt/
Cocas image in
http://porquinhosrebeldes.blogspot.com

Por entre Tachos e Panelas

Olá! Então as receitas ficaram boas? Ouvi para ai alguém dizer que não gostava de sopa de favas? Pronto, pronto eu não falo mais de favas....
Esta semana trago-vos 3 receitas, uma doce e bem calórica (peçam desculpa ás dietas e resistam como puderem) e duas de salgados.

Perna de Peru no forno

Ingredientes:
- 1 Perna de Peru média a grande (depende para quantas pessoas vão fazer)
- Sal (pouco)
- 1 Cenoura Grande
- 1 Cebola média
- Massa de pimentão (opcional)
- Margarina q.b.
- 1 Caldo de Carne ou de Galinha
- Azeite
- Cravinho (4 cabeçinhas)
- Vinho branco ou cerveja q.b.
- Ervas aromáticas a gosto (podem ser frescas tais como salsa, coentros, ou secas, alecrim, tomilho, existem já preparados de ervas para carnes)

Preparação:
Lava-se bem a perna, retirando restos de penas, depois coloca-se numa assadeira (se for de barro tanto melhor) e começa-se por dar uns cortes na perna para que seja mais fácil de assar.
Tempera-se com pouco sal (tendo em conta que o caldo de carne e a massa de pimentão têm já bastante sal), corta-se a cenoura e a cebola em rodelas, pincela-se a carne com um pouco de massa de pimentão, com duas a três nózinhas de margarina, o caldo de carne em pedaços pequenos, rega-se com um pouco de azeite (a perna de peru é bastante seca, logo a gordura é essencial para se tornar suculenta), coloca-se os cravinhos espalhados, rega-se com o vinho branco ou a cerveja, e por fim espalha-se um pouco de ervas aromáticas pela carne. O tempero da carne pode ser feito de um dia para o outro, para a carne tomar mais o gosto.
Coloca-se a assar, tendo o cuidado de vigiar a carne e voltá-la de vez em quando, se o assado secar e ficar sem molho, faça com os mesmos ingredientes do tempero, um molho (vinho, azeite, caldo, ervas aromáticas, azeite) e regue a carne com este molho quente (nunca o faça com o molho frio pois arrisca-se a ficar sem assadeira).
Bom apetite.


Puré de batata com sabor exótico

Ingredientes:
- 10 batatas médias a grandes
- Sal para temperar
- Margarina Q.B.
- Leite Q.B.
- Natas Q.B.
- Noz-Moscada moída
- Canela em pó

Preparação:
Coze-se as batatas com o sal, depois escorre-se a água, passa-se pelo passe-vite, leva-se de novo ao lume, com a margarina, o leite magro e também um pouco de natas (que vai fazer com que o puré fique mais fofo), tempera-se com a noz-moscada e uma pitada de canela (esta dica foi-me dada pela minha sogra e fica muito bom).
Bom apetite.


Baba de Camelo secreta
(Esta receita pode ser feita quando temos que fazer uma doce para muita gente e sabemos que ele desaparece num fechar de olhos)

Ingredientes:
- 1 Lata de Leite Condensado
- 6 Gemas
- 1 Pacote de Natas batidas
- 1 colher de sopa de café
- 1 colher de sobremesa de canela
- 1 pouco de vinho do Porto (ou outro licor a gosto)
- Nozes a Gosto

Preparação:
Põe-se a lata de leite condensado, completamente coberta por água na panela de pressão a cozer por cerca de 45 a 50 minutos (quanto mais tempo ficar a cozer, mais castanho fica a cor do leite).
Deixa-se arrefecer, abre-se a lata e deita-se um conteúdo para uma tigela, adiciona-se as gemas uma a uma, batendo bem. Bate-se as natas e adiciona-se ao preparado anterior, depois deita-se a colher de café e a colher de canela, o vinho do porto e as nozes.
Leva-se ao frio e está pronto a servir.
Bom apetite.

terça-feira, outubro 03, 2006

Crónicas da vida de um gato

Rrrrrronnnn....uh...uhh...o que é que se passa?
Ah estão ai.....
Olá, desculpem mas tenho que me espreguiçar, ahhhhhiauuuu.

Coff, Coff, acho que entrou mosca...
Parece que a reclamação da semana passada deu resultado... há que ter respeito pelos gatos!!!!
Muita chuvinha para nós podermos dormir muitoooo enroscadinhos.
Aqui fica um poema sobre nós, espero que gostem.
Até para a semana.

O gato é uma maquininha
que a natureza inventou;
têm pêlo, bigode, unhas
e dentro tem um motor.
Mas um motor diferente
desses que tem nos bonecos
porque o motor do gato
não é um motor eléctrico.

É um motor afectivo
que bate em seu coração
por isso faz ronron
para mostrar gratidão.

No passado se dizia
que esse ronron tão doce
era causa de alergia
pr´a quem sofria de tosse.

Tudo bobagem, despeito,
calúnias contra o bichinho:
esse ronron em seu peito
não é doença - é carinho.

Ferreira Gullar













Foto in http://www.flickr.com/ by juterayama's

segunda-feira, outubro 02, 2006

Hoje sinto-me triste...

Imagem in http://harold-glit.com/

Hoje sinto-me triste, para além de ter acordado com uma enxaqueca "daquelas", agora que passou sinto-me anestesiada...

Amanhã isto passa. O Outono têm este efeito sobre mim, não posso fazer nada...
Os últimos post´s têm sido grandes, mas hoje quero só deixar um apontamento sobre o Outono.

Ciclo Natural

As folhas caem
para não envelhecerem
as que teimam em ficar
acabam sendo atropeladas
por galhos que não as querem mais.

As flores secam
para permanecerem belas
o tempo é sempre implacável
se as flores insistirem em viver
serão açoitadas pelo vento e destroçadas.

As águas correm
para continuarem cristalinas
porque se pararem, apodrecem
não mais poderão banhar corpos
cansados que as buscam no sol forte.

A nossa vida também:
precisa cair, secar, correr
refazer-se a cada novo dia
buscando no sonho as alegrias
porque parar significa entristecer!

Tere Penhabe
Itanhaém, 16/05/2003


Imagem de José Romão in http://www.milcores.pt/

Apetecia-me fugir daqui contigo, para ir para aqui (Gerês), sem telemoveis, sem computadores ou portáteis...apetecia-me fugir para aqui...contigo.