sexta-feira, dezembro 08, 2006

Sugestões para o fim-de-semana


Olá a todos! Tal como comentei aqui na semana passada, recebemos o Grupo de Teatro Contra-Senso, com a sua desconcertante peça “Romeu e Julieta”. Mais uma vez tivemos a casa cheia, tivemos um serão onde os sons mais ouvidos eram sem dúvida os das gargalhadas. Eu que conhecia a peça bastante bem, fui surpreendida com uma encenação bem diferente da altura em que participei nela, o resultado foi que das muitas fotos que tirei, algumas ficaram tremidas... Deixo aqui alguns exemplos e os parabéns mais uma vez ao grupo e ao M.M. pelo excelente trabalho.



I Mostra de Teatro G.B. 22 Maio 1925:
8 Dezembro
Hoje vamos ter na Mostra o Grupo de Teatro Chão d´Oliva com a peça “Sopa de Pedra”, não vos poderei passar muitas informações sobre a peça, porque não as tenho, mas sei que é uma comédia. Logo com certeza que vai ser mais um serão bem passado.
Ás 22 horas
9 Dezembro
No sábado no encerramento da Mostra vamos ter o Grupo residente do qual eu faço parte, com a peça “Memórias de hoje, Memórias de sempre”.
Este espectáculo musical retrata personagens que nós tão bem conhecemos dos antigos filmes portugueses tais como: Beatriz Costa, Antónia Silva, Ribeirinho, Maria da Graça entre outros. Esperamos surpreender o público com algumas surpresas e com a estreia de alguns actores que sendo a 1ª vez que pisam um palco, mostram uma desenvoltura pouco habitual para estreantes.
Os nervos são já alguns, mas sábado vamos ter uma estrelinha lá em cima a olhar por nós, chamado Armando Santos (encenador e um dos fundadores do Grupo Teatro G.B. 22 Maio de 1925)
Ás 22 horas

Livros:
Com o frio a espreitar, nada melhor do que ficar em casa embrulhado numa manta, com um pijama quentinho e ler um bom livro.
Ou então se têm crianças pequenas porque não abrir o baú das suas recordações e ler-lhes aquelas histórias antigas, aquelas que vos liam quando eram pequenos...

Presépio:
Já fez a sua árvore de Natal? E o presépio? Apesar do frio, aproveite que o São Pedro vai mandar parar a chuva este fim-de-semana e vá até á Serra mais próxima em busca do musgo perdido. Deixo aqui uma sugestão, espreitem a Lagoa Azul em Sintra, a caminho das praias da Ericeira, na Serra da Arrábida, enfim existe sempre um sítio onde ir respirar ar puro e maravilhar-se com os encantos da natureza.
Sabiam que o musgo só nasce e cresce em lugares onde os níveis de poluição são quase inexistentes? Talvez por isso, seja tão difícil de encontrá-lo...


Por hoje é tudo, votos de um bom fim-de-semana.


Sem comentários: