terça-feira, dezembro 19, 2006

Por Entre Tachos e Panelas

Olá a todos! Esta semana resolvi antecipar-me e deixar publicar o “Por entre tachos e panelas” mais cedo, pois se alguém resolver fazer alguma das receitas (espero que sim!!!!) têm mais tempo para ler com calma...
As receitas desta semana apontam mais uma vez nas tradições Natalícias, as filhoses de abóbora, uma tradição da terra da minha mãe em Tomar e as filhoses estendidas ou coscorões (conforme lhe queiram chamar).
As 1ªs sempre que as faço, recordo-me da história que a minha mãe conta de duas irmãs que viviam ao lado da casa em que cresceu e que sempre que faziam as filhoses de abóbora partiam um alguidar de barro, tal era a força que faziam a batê-las!!!!
Recordo também o prazer que o meu avô tinha em comê-las quentinhas e acabadas de fazer.
As 2ªs são sem dúvida as minhas preferidas, na minha casa não se faz Natal nem Ano Novo sem elas, ou então faço uma birra daquelas que já não tenho idade para fazer (ai os triglicéridos...)

Filhoses de Abóbora

Ingredientes:
- 2 Kg de Abóbora menina
- 1 Ovo inteiro + 5 gemas
- Farinha sem fermento q.b.
- Fermento de padeiro (do tamanho de 1 noz grande)
- Sumo e raspa de 2 laranjas
- Vinho do Porto q.b.
- Aguardente branca q.b.
- 1 Pitada de sal
- 1 Colher de chá de açúcar

Preparação:
Descasca-se a abóbora e corta-se em cubos, leva-se a cozer temperada com um pouco de sal. Depois de cozida (espete um garfo), escorre-se muito bem e passa-se pelo passe - vite. De seguida com um pano branco (largo o suficiente para deitar lá a abóbora), coloque-o aberto em cima de um tacho preso com molas (parece esquisito, mas é mesmo assim) deite a abóbora e agarre nas pontas do pano, faça uma trouxa e vá espremendo o pano para a água sair. Depois de bem escorrida deita-se a abóbora num alguidar fundo e começa-se por adicionar o ovo e as gemas, depois o sumo e a raspa das laranjas, desfaz-se o fermento num pouco de leite morno (muito importante, morno não quente), deita-se um pouco de vinho do Porto e um pouco de Aguardente, o sal e o açúcar e começa-se a mexer com as mãos. Vai - se adicionando a farinha, peça a alguém que lhe segure o alguidar!! Agora é a parte mais divertida em que têm que por a mão na massa mesmo, comece a amassar como se fosse pão, ou imagine o seu gato como é que ele faz com a pata para tapar alguma coisa... faça igual!
Quando a massa começara a formar bolhas, bata mais um pouco, ter em atenção que massa não pode ficar muito mole (caso esteja adicione mais farinha), caso a ache muito rija, prove-a para ver se sabe ás bebidas, se não ponha mais um pouco de uma delas.
Aqueça um tacho com água (mas não ferva), coloque o alguidar em cima tapado com um pano e abafe com um cobertor.
Deixe levedar durante pelo menos 1H30m, depois aqueça o óleo e frite a massa em colheradas (mas não como pasteis de bacalhau...isso é outra história...) deixe alourar bem, escorrer, depois passe por açúcar e canela.
Bom apetite.


Filhoses estendidas

Ingredientes:
- Massa de pão q.b. (é capaz de só conseguir arranjar meio - quilo, utilize uma parte para as filhoses e com o resto divirta-se a fazer pãezinhos com chouriço)
- Farinha de trigo sem fermento q.b.
- 1 Ovo + 3 gemas (tenha á mão + um ovo se precisar)
- Fermento de padeiro (do tamanho de 1 noz grande)
- Sumo e raspa de 1 laranja
- Vinho do Porto q.b.
- Aguardente branca q.b.
- 1 Colher de sobremesa de azeite
- 1 Pitada de sal

Preparação:
Coloque a massa de pão num alguidar fundo, junte o ovo e as gemas, o fermento de padeiro desfeito em leite morno, o sumo e a raspa da laranja, as bebidas, o azeite e o sal, vá amassando enquanto deita os ingredientes, depois comece a deitar a farinha, quando a massa começar a ganhar alguma consistência, coloque a massa em cima da pedra da cozinha previamente enfarinhada e comece a sová-la, atenção vai fazer barulho, mas é mesmo assim, vá adicionando farinha até que a massa se despegue das mãos e da pedra de cozinha.
Forme uma bola e faça-lhe uma cruz (tal como se faz com o pão) deixe descansar cerca de uma hora.
Enfarinhe mais uma vez a pedra da cozinha, “arme-se” de um rolo de cozinha e de um corta – massas (no caso de não ter, uma faca serve também). Retire pedaços de massa e estenda-a (de preferência fina para ficarem estaladiças), corte a massa em rectângulos e no meio deles dê mais um ou dois cortes mais pequenos.
Aqueça o óleo e vá fritando a massa até ficarem bem lourinhas.
Deixe escorrer bem e passe-as por açúcar com canela.
No caso de a massa ser difícil de estender, agarre em partes mais pequenas da massa, estique-as com a mão, faça-lhe um buraquinho ao centro e frite-as.
Bom apetite.

2 comentários:

buxi disse...

Este site é uma desgraça pra minha dieta!!!:P
Vi que também andas pelo forum do misterio juvenil1 Eu também tou lá :)
Beijokas

Freira_Erótica disse...

Feliz Natal e um Bom Ano Novo :)
Beijinhos
Cátia