sexta-feira, outubro 20, 2006

Sugestões para o fim-de-semana:

Mais um fim -de -semana que se aproxima, e bem chuvoso pelas previsões.
No entanto o mundo da arte, o mundo da cultura não pára nunca.
Ficam aqui algumas propostas, espero que as apreciem...

Teatro:
“Se eu não morresse, nunca!”
A Companhia de Teatro Chão de Oliva em Sintra apresenta a sua 53ª produção, desta vez com textos (as cartas) e poemas de Cesário Verde.
De 19 de Outubro a 19 de Novembro na Casa de Teatro de Sintra.
Para mais informações contactar:

219 233 719/ 912 206 384


Exposição:
Estufa Fria em Lisboa
Mais uma vez este local é escolhido para um evento, desta vez são 20 fotógrafos que dão a conhecer os locais de Lisboa que nós conhecemos mas com uma visão diferente.
Até dia 14 Novembro, das 9.00 até ás 16.00.


Banda Desenhada da Amadora (FIBDA)
Para quem é apreciador de banda desenhada não pode perder o 17º Festival Internacional de 20 de Outubro e 5 de Novembro.
Este ano é o Fórum Luís de Camões, na Brandoa, que se encontra grande parte das exposições que este ano se dedica a “um olhar ao Resto do Mundo”.
Encontram ainda no CNBDI, Recreios da Amadora, Casa Roque Gameiro, Estação de Metro da Falagueira e Galeria Municipal Artur Bual outras exposições.
Mais informações in http://www.amadorabd.com/

Comer fora de casa:
Como gosto de comer bem, vi este anúncio no Jornal da Região de Cascais e resolvi fazer publicidade a este restaurante.
O Restaurante Pizza na Pedra em Carcavelos (mais propriamente em Sassoeiros) faz Pizzas e não só na hora “ (...) As massas são feitas aqui por nós, todos os dias, ou no máximo de um dia para o outro (...) ”, ainda existe outros segredos deste sucesso, como serem feitas na pedra do forno. Para além desta ementa pode-se ainda degustar uma boa churrascada (desde porco preto, costeletas de novilho, frango) e ainda feijoada de chocos, picanha no forno.
É uma sugestão bem apetitosa para este fim-de-semana.
Rua Luís de Camões, 94. Sassoeiros
Telefone: 214560346

Literatura:
Com o tempo que se vai fazer sentir este fim-de-semana, porque não ficar em casa e pôr a leitura em dia.
Penso que nunca falei de um livro que li recentemente e que me fez olhar com outros olhos, a dita “alta sociedade”.
Chama-se
“De Budapeste ao Estoril. Uma vontade indomável” de Edle Astrup Hubay Cebrian.
Este livro é uma autobiografia das mais emocionantes que já li. Conta a história de uma mulher que entre 1908 e 2002 por vários motivos foi “obrigada” a mudar de “nacionalidade” várias vezes. Entre a inocência da Noruega, a aventura em Londres, o amor em Itália, a vida difícil na Hungria (provocada pela II Guerra Mundial e toda a sua carnificina, existe partes do livro que arrepiam...) e a bonanza em Portugal. Este é daqueles livros que se não lêem, devora-se página por página e ao chegar ao fim dá vontade de o começar a ler de novo.
Da Editora Oficina do Livro.
Com tradução e adaptação de Manuela de Sousa Rama (Nora da autora do livro)
Um bom fim -de -semana.

Sem comentários: